Equilíbrio de forças em Alvalade

Sporting CP e Sp. Braga empataram a zero, resultado que deixa as campeãs nacionais na liderança com mais cinco pontos

Enorme luta a meio-campo, muitas disputas de bola, poucas oportunidades flagrantes e zero golos marcados. O jogo entre os dois principais candidatos ao título – Sporting CP e Sp. Braga – terminou empatado, sendo que as campeãs nacionais mantém assim a liderança, com mais cinco ponto do que as minhotas.

Apenas três remates à baliza (dois das verdes e brancas e um das bracarenses) é um registo que resume bem o que se passou durante os 90 minutos de um duelo nem sempre bem jogado. A primeira e a segunda partes tiveram histórias semelhantes, revelando um adversário mais capaz de construir em ataque posicional e, por outro lado, um Sporting CP a procurar as costas da defesa contrária através da velocidade ora de Diana Silva, ora de Ana Borges.
Aos nove minutos, a capitã leonina (Ana Borges) ficou perto de visar a baliza, após uma incursão pelo corredor direito, mas Rute Costa desviou para canto. Apesar de as orientadas de Miguel Santos apresentarem maior posse de bola, foram poucas as vezes em que arranjaram espaço para desequilibrar no último terço do terreno. Perto do intervalo, voltaram a ser as leoas a criar perigo, por intermédio de Ana Capeta (38′). Ana Borges encontrou-a, sem marcação, no interior da área, tendo a guarda-redes bracarense voltado a ‘mostrar serviço’, desta feita com uma excelente estirada.
O início da etapa complementar em nada alterou o rumo dos acontecimentos. Para agitar a partida, Nuno Cristóvão lançou Sharon Wojcik, reforço de Inverno, que entrou para o lugar de Ana Capeta. Os 4.602 espectadores que estiveram presentes no Estádio José Alvalade assistiram a bons pormenores da norte-americana de 25 anos.
Nos últimos 10 minutos, o encontro ficou ligeiramente mais partido, ainda que nenhuma das formações beneficiasse desse factor para chegar à vantagem. Vanessa Marques cabeceou por cima (79′), naquela que foi a melhor oportunidade do Sp. Braga na segunda parte; e Rute Costa negou o golo a Carole Costa, após livre directo.
As duas maiores forças do futebol feminino nacional equilibraram-se, cenário que deixou o Sporting CP com a mesma (confortável) vantagem perante o rival directo. Na próxima jornada (14.º), as leoas viajam até à casa do Quintajense, último classificado da Liga Allianz. De referir que faltam oito rondas para o término da competição.
In http://www.sporting.pt

Sandra Costa

O futebol faz parte da minha vida. Desde cedo que jogo futebol e decidi criar o Portal Futebol Feminino em Portugal porque senti que ninguém conhecia, sabia ou falava de futebol feminino.

Deixe um comentário