Joana Martins (Sub-19): “Cada vez mais unidas”

A centrocampista lusa Joana Martins destaca a união que é preciso criar para suplantar as dificuldades que Portugal vai encontrar, sobretudo no apuramento para o Euro-2018.

A Seleção Nacional feminina sub-19 cumpre, esta quarta-feira, o seu terceiro dia de trabalhos no Centro de Estágios de Rio Maior.

A Equipa das Quinas tem em vista o primeiro torneio de apuramento para o Campeonato da Europa que decorrerá na Suíça em 2018 e é com esse foco que as jogadoras orientadas por José Paisana trabalham afincadamente, como deu conta Joana Martins em declarações ao site da Federação Portuguesa de Futebol.

“O estágio está a correr bem. A equipa está a trabalhar afincadamente no sentido de estar cada vez mais unida. Temos como grande objetivo premente passar o primeiro torneio de apuramento. Vamos dar o máximo para conseguir passar essa primeira fase e chegar à Ronda de Elite que pode valer a presença no Europeu. É com esse objetivo que estamos a trabalhar. Independentemente de ainda faltar algum tempo, sabemos que ainda temos muito trabalho pela frente e que todos os momentos fazem parte da nossa evolução individual e coletiva. Queremos tornar-nos mais equipa e acho que vamos conseguir dar uma boa resposta no apuramento.”

A centrocampista do Sporting revelou estar a atravessar um bom momento e sente que todo o grupo está bem.

“Acho que estou numa boa fase nesta altura da época. Sinto-me bem preparada fisicamente. Na nossa Seleção vive-se um grande espírito de grupo. Lutamos todas pelos mesmos objetivos. Queremos todas evoluir e aprender o máximo possível para podermos encarar os próximos momentos competitivos com a máxima confiança. Os técnicos passam-nos a mensagem de que é importante estarmos unidas, pois temos qualidade individual. É preciso que sejamos uma equipa para conseguirmos os nossos objetivos”, concluiu.

In www.fpf.pt

Sandra Costa

O futebol faz parte da minha vida. Desde cedo que jogo futebol e decidi criar o Portal Futebol Feminino em Portugal porque senti que ninguém conhecia, sabia ou falava de futebol feminino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *