Liga Allianz: SC Braga não conseguiu evitar o empate

O SC Braga empatou (1-1), este domingo, na deslocação ao terreno do Vilaverdense FC, em jogo correspondente à 6ª jornada da Liga Futebol Feminino Allianz. A formação liderada por Miguel Santos controlou e dominou o jogo, mas acabou por não concretizar várias oportunidades de golo, o que determinou o resultado final.

A partida não começou da melhor forma para o conjunto arsenalista. Logo no primeiro minuto do encontro, após uma bola colocada em profundidade pelo Vilaverdense FC, Rute Costa foi infeliz e deu um pontapé na atmosfera, deixando a bola nos pés de Catarina Machado que acabou por ser carregada em falta por Diana Gomes dentro da grande área. Na conversão da grande penalidade, Sara Brasil não desperdiçou e colocou a formação de Vila Verde em vantagem. Depois do golo, o SC Braga tomou conta do jogo e apoderou-se do meio campo do adversário. Após sucessivas oportunidades, o SC Braga chegou ao empate. Na passagem do minuto 36, Dolores bateu o canto e, com alguma confusão dentro da grande área, Sílvia Rebelo atirou forte para o fundo das redes.

Na segunda parte, as Gverreiras do Minho continuaram à procura do golo, enquanto que o Vilaverdense FC se limitou apenas a defender. Melissa Antunes, aos 50’, atirou forte do ‘meio da rua’, mas Daniela Araújo estava atenta e fez uma boa intervenção. O domínio do SC Braga continuou intenso, mas a infelicidade na finalização permanecia. Na passagem da meia hora de jogo, Edite Fernandes, de primeira, atirou ao poste. Nos últimos 10 minutos, foi um verdadeiro massacre de futebol. Aos 84’, a guarda-redes do Vilaverdense FC, figura do encontro, brilhou dentro dos postes, travando um cabeceamento fulminante de Vanessa Marques. Três minutos depois, Andreia Norton, na cara da guardiã do Vilaverdense FC, colocou a bola a bater, uma vez mais, no poste da baliza do conjunto visitado. O SC Braga continuou a carregar, mas a sorte não esteve do seu lado, não conseguindo evitar o empate.

In https://scbraga.pt/

Sandra Costa

O futebol faz parte da minha vida. Desde cedo que jogo futebol e decidi criar o Portal Futebol Feminino em Portugal porque senti que ninguém conhecia, sabia ou falava de futebol feminino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *