O futuro nos pés da jovem Diva

Aos 18 anos, a lateral esquerdo do Benfica Diva é uma das maiores promessas do futebol português.

Tudo começou aos 15 anos, em Vila Verde, distrito de Braga. O nome facilmente seria associado a estrelas do mundo do cinema e da música como Marilyn Monroe ou Grace Kelly. Não canta, não representa, mas ‘dá show’ dentro das quatro linhas. Diva Meira chegou ao Benfica para concretizar sonhos que, por vezes, pensou não serem possíveis de realizar: jogar no Estádio da Luz e viver apenas do e para o futebol.

De Vila Verde a Lisboa distam 380 quilómetros e uns passos atrás na competitividade. Deixar a primeira liga para atuar no segundo escalão não preocupa, até porque o Benfica quer juntar-se aos grandes do futebol feminino muito em breve.

Alguma vez sonhaste que um dia podias vir a jogar no Benfica?
Não, nunca. Desde pequena que joguei com rapazes e nunca pensei que um dia seria possível jogar neste clube, até porque há bem pouco tempo o Benfica não tinha uma equipa feminina, mas rapidamente se tornará numa referência do futebol feminino português.

O que é que a Diva que jogava no Vilaverdense poderia dizer a esta Diva que agora joga no Benfica?
Quando jogava no Vilaverdense fazia-o por diversão. Era bom porque tinha lá as minhas amigas e jogava na primeira divisão. Quando cheguei ao Benfica deparei-me com uma realidade completamente diferente. Agora sou jogadora profissional e aqui tenho de dar o meu melhor. Sempre! A Diva do Benfica tem noção que tem de trabalhar muito para vestir esta camisola.

Alguma vez pensaste ser possível viveres apenas do futebol?
No feminino, viver do futebol é muito complicado. Esta é a minha primeira experiência e para já está a correr bem. Sim, estou a viver do futebol e sinto-me bem. Mas nesta fase da minha vida é mais importante viver o futebol e evoluir do que viver do futebol.

A Diva que agora chega ao Benfica tem muito a agradecer ao Vilaverdense?
Foi a primeira equipa feminina em que joguei. Deu-me a oportunidade de me mostrar no futebol feminino. Foi aqui que consegui ir à Seleção Nacional e provar ao míster João Marques que tinha qualidade para vir para o Benfica.


Diva Meira começou a jogar futebol no Vilaverdense

Trocar o Vilaverdense pelo Benfica significa trocar a primeira pela segunda liga. O que esteve na base da tua decisão?
Sobretudo a grandeza e a oportunidade de poder jogar por um clube como o Benfica. É um sonho. Mesmo estando na segunda divisão, o Benfica tem condições ímpares para desenvolvermos o nosso futebol.

Qual a importância do técnico João Marques no teu percurso?
Deu-me um voto de confiança e ajudou-me a crescer no futebol. Foi ele quem me trouxe para aqui. É graças a ele que estou no Benfica.

Desde que começaste, o que mudou no futebol feminino?
Com a entrada dos chamados clubes grandes nota-se a diferença, por exemplo, no número de adeptos que assistem aos jogos. No nosso jogo de apresentação vieram mais de oito mil adeptos ao estádio, mas até mesmo nos jogos entre Braga e Sporting, que são as equipas que têm dominado a modalidade nos últimos anos, nota-se que cresceu imenso. Não tenho dúvidas que, com a chegada do Benfica, os números vão crescer ainda mais.

O facto de o Benfica ter criado uma equipa de futebol feminino ajuda a alavancar a modalidade em Portugal?
O Benfica é um dos maiores clubes da Europa. Isso faz com que ajude a potenciar o futebol feminino, sim.

O que significa para ti representar Portugal?
Quero continuar a representar Portugal. Chegar à Seleção AA é o principal objetivo, mas também é uma responsabilidade enorme. Tenho noção que tenho de trabalhar muito para atingir esse patamar, até porque existem cada vez mais jogadoras com qualidade no futebol português.

Depois de ter representado a seleção sub-19, Diva sonha agora com a estreia na AA

Jogadoras jovens em Portugal que devemos seguir com atenção…
As minhas colegas Andreia Faria e a Queiroga são jogadoras a ter em conta nos próximos anos.

Há alguma jogadora portuguesa que seja um exemplo a seguir?
Desde pequena que vejo a Dolores Silva como um exemplo. Cheguei a conhecê-la quando ela estava no SC Braga. Ela ajudou-me e deu-me muitos conselhos. É um exemplo como profissional, mas também como pessoa.

Perfil
Nome: Diva Jesus Faria Meira
Data de nascimento: 16 de fevereiro de 2000
Posição: Defesa
Percurso como jogadora: Vilaverdense e Benfica.

In http://sjogadores.pt/

Sandra Costa

O futebol faz parte da minha vida. Desde cedo que jogo futebol e decidi criar o Portal Futebol Feminino em Portugal porque senti que ninguém conhecia, sabia ou falava de futebol feminino.

Deixe um comentário