Sandra Bastos é a primeira árbitra portuguesa num Mundial

Árbitra internacional portuguesa que já ajuizou várias partidas a Liga dos Campeões, apuramentos de mundiais e europeus, como a participação em jogos de mundiais e europeus. Será uma das nove árbitras europeias a marcar presença na competição a realizar em França no próximo ano.

A árbitra Sandra Bastos, de 40 anos, foi esta segunda-feira nomeada pela FIFA para ser uma das nove europeias a marcar presença na fase final do próximo Campeonato do Mundo, a realizar entre 7 de junho e 7 de julho do próximo ano, em França. A árbitra portuguesa, acaba de regressar do Mundial de Sub-17, realizado no Uruguai, reecebeu a notícia com natural agrado.

“Estou muito feliz por esta nomeação. Passei por momentos muito complicados na minha carreira, soube levantar-me, dediquei-me e esta é a prova de que valeu a pena todo o meu esforço. É um sonho e um objetivo que consigo concretizar. Qualquer árbitro internacional tem por ambição chegar à fase final de um Campeonato do Mundo e, felizmente, consigo concretizar. É sem dúvida um momento alto para a arbitragem portuguesa e só temos de estar orgulhosos por isso. É também a prova de que, trabalhando em equipa, com todo o apoio que nos dá o Conselho de Arbitragem, os resultados aparecem. Passo a passo vamos conseguindo ir mais longe e por isso estamos todos de parabéns”, explicou Sandra Bastos.

Só nos últimos dois anos, a arbitragem nacional marcou presença em competições internacionais da maior importância. Para além de Sandra Bastos, também Artur Soares Dias e Tiago Martins estiveram como VAR no Mundial da Rússia, no ano passado; Eduardo Coelho participou no Mundial de futsal da Colômbia, em 2016, e Sérgio Soares dirigiu a final da Taça Intercontinental de futebol de praia, há poucas semanas. Isto para além de diversas competições de formação.

Para o presidente do Conselho de Arbitragem da FPF, Fontelas Gomes, a nomeaçãao de Sandra Bastos é o culminar do trabalho que tem vindo a ser realizado em Portugal: “Em primeiro lugar, há que dar os parabéns à Sandra Bastos, por alcançar um objetivo na sua carreira, com tanto trabalho e esforço que tem dedicado à arbitragem ao longo dos anos. Por outro lado, é uma notícia que nos deixa muito satisfeitos, pelo trabalho que temos vindo a desenvolver na arbitragem portuguesa e que vai sendo reconhecido pelas instâncias internacionais. Esta nomeação surge na sequência de outras igualmente importantes que aconteceram nestes dois anos e meio de mandato, no futebol masculino e feminino, no futsal e no futebol de praia. Tudo isto só é possível com o apoio e as condições de trabalho que nos são proporcionadas pelo presidente da FPF, Fernando Gomes, e toda a sua equipa”.

In fpf.pt

AnaSilva

Adepta do desporto em geral, mas apaixonada pela modalidade REI (Futebol). Passei a fazer parte deste projecto Portal Futebol Feminino em Portugal com a intenção de poder ajudar na divulgação e promoção do Futebol Feminino.

Deixe um comentário