Seleção A: “Continuar a consolidar processos”, Francisco Neto

Selecionador Nacional mostrou-se triste com o desaire da armada lusa, mas destacou a oportunidade de ensaiar a qualificação para o Mundial-2019.

Foto: FPF

No final do segundo jogo de preparação frente à Irlanda, que Portugal perdeu por 3-1, este domingo, Francisco Neto considerou que o resultado foi “demasiado pesado”, mas valorizou a oportunidade de “observar novas jogadoras” e “consolidar processos”, antes do próximo jogo oficial da Equipa das Quinas, frente à Bélgica, e a contar para a qualificação do Mundial-2019.

O Selecionador Nacional  em discurso direto:

“Não fomos tão competentes como na passada quinta-feira. Permitimos que as irlandesas ganhassem as segundas bolas e que a bola chegasse à número oito, Leanne Kiernan, que depois fez a diferença com a sua qualidade individual. No primeiro jogo fomos dominadores, tivemos uma ótima reação à perda de bola. Hoje não conseguimos, porque a Irlanda foi mais agressiva e ganhou mais duelos do que nós, criando dessa forma mais situações de transição. Ainda assim, acho que o resultado foi demasiado pesado para aquilo que foi a realidade do jogo. Não merecíamos ter sofrido três golos, em duas transições e numa bola parada. O futebol tem destas coisas.”

“Este duplo compromisso  com a Irlanda foi mais um momento para reunir a equipa em espaço de Seleção. Temos poucas oportunidades para estarmos todas juntas. Estes dois jogos serviram para observamos novas jogadoras, para continuarmos a consolidar processos em relação ao grupo base que tem estado connosco, e para prepararmos o que aí vem. Foram dois testes importantes para melhorarmos. O nosso foco é chegar ao mais alto nível a abril, ao jogo de qualificação com a Bélgica.”

In fpf.pt

AnaSilva

Adepta do desporto em geral, mas apaixonada pela modalidade REI (Futebol). Passei a fazer parte deste projecto Portal Futebol Feminino em Portugal com a intenção de poder ajudar na divulgação e promoção do Futebol Feminino.

Deixe um comentário