Selecionador inglês acusado de racismo por parte de ex-jogadora

Inglaterra

“Certifica-te que não trazem Ébola…” terá dito Mark Sampson

Já retirada do futebol internacional, a avançada Eniola Aluko acusou esta terça-feira, em entrevista ao ‘The Guardian’, o selecionador inglês Mark Sampson de racismo. A jogadora do Chelsea partilhou várias histórias, mas uma em especial captou a atenção de todos. Sucedeu em 2014, antes de um jogo com a Alemanha.

“Estávamos no hotel e todos estavam emocionados. Era um grande jogo. Na parede havia uma lista com membros da família e amigos que vinham para nos ver e eu estava logo ao lado do Mark. Perguntou-me se alguém viria da minha parte e eu disse que tinha família que vinha da Nigéria. E ele respondeu: ‘Nigéria? Certifica-te que não trazem Ébola com eles’. Lembro-me de me ter rido, mas de uma forma muito nervosa. Voltei para o quarto e senti-me chateada. Teria sido mais fácil de aceitar se só tivesse sido eu o alvo. Muito foi dito sobre mim nos últimos anos, mas neste caso envolvia a minha família. Liguei à minha mãe e ela ficou totalmente enojada”, revelou a avançada, de 30 anos, que é natural de Lagos, na Nigéria, mas que se mudou ainda no primeiro ano de vida.

Segundo revela a imprensa inglesa, Aluko já havia denunciado a situação no passado, mas na altura a FA decidiu arquivar o caso, depois de o seu inquérito não chegar a qualquer conclusão. De seguida, revela a imprensa local, a FA terá proposto à jogadora um contrato de 20 mil libras e um prémio adicional de 40 mil, ao qual estava ainda anexado uma cláusula de confidencialidade, mesmo depois de a avançada ter garantido que não voltaria a jogar sob o comando de Mark Sampson.

Eniola Aluko, refira-se, fechou a sua carreira internacional com 102 partidas pela Inglaterra, nas quais apontou 33 golos.

In record.pt

AS

Desde sempre que jogo Futebol, mas nunca fui federada. O Portal Futebol Feminino em Portugal entrou na minha vida após uma pesquisa que estava fazer sobre o Futebol Feminino, e então cá estou a colaborar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *