“Uma sensação única ser bicampeã por este Clube”

Orgulhosas do trajecto do futebol feminino no Sporting CP, Mariana Cabral e Carolina Beckert foram as porta-vozes de todo o grupo na conquista do título

Numa caminhada que tem vindo a ser feita nos últimos dois anos, a equipa de juniores femininas do Sporting Clube de Portugal sagrou-se, esta tarde, bicampeã nacional ao eliminar, na segunda mão, a formação AJE Hernâni Gonçalves, por 6-1, no Estádio Aurélio Pereira.

Principal responsável por guiar as leoas rumo ao título, Mariana Cabral mostrou-se orgulhosa de todo o percurso da equipa. “Têm sido duas épocas muito boas. Temos aqui jogadoras de excelência. Tenho de aproveitar este momento para dizer uma coisa que, como ganhámos, posso dizer à vontade: Trocava este título e todos os outros três que ganhámos nacionais, até agora, pela possibilidade destas jogadoras poderem jogar futebol de 11. Temos aqui atletas fantásticas que podiam ser do melhor do mundo, com muita qualidade. A evolução delas está a ser atrasada devido a um formato competitivo de um campeonato que é muito fraco”, lamentou.

Enaltecendo as condições providenciadas pelo Sporting Clube de Portugal, a técnica leonina responsabiliza-se por atribuir, às atletas, dificuldades para que cresçam. “É óptimo trabalhar aqui, temos jogadoras fantásticas e sabemos que têm potencial e qualidade. Se jogarem mostram a sua qualidade. Só precisam de ter jogos nas pernas, jogos difíceis, para crescerem e mostrarem todo o seu potencial. Agradeço imenso ao Sporting CP termos tido este jogo aqui, onde não costumamos jogar. O facto de jogarmos aqui é bom porque lhes cria dificuldades emocionais. Num grande campo e na televisão”, afirmou.

Para terminar, um agradecimento. “É um prazer muito grande ter o apoio destas pessoas porque sabemos que é difícil chegar à Academia. Fazem um esforço para nos ajudar e foi um bom jogo. Os adeptos estão sempre connosco em qualquer sítio”.

“É uma sensação única ser bicampeã por este Clube, que nos recebeu tão bem. Iniciou este grande projecto do futebol feminino e agora vê-se os resultados em todos os escalões”, afirmou Carolina Beckert, capitã de equipa.

“Somos mulheres com idade variadas, dos 15 aos 18 anos, mas o meu papel é, sobretudo, unir todas e fazer com que tenham o mesmo objectivo: ganhar jogo a jogo mas, mais importante, jogar bem. Não basta ir para o campo ganhar”, terminou.

In sporting.pt

AnaSilva

Adepta do desporto em geral, mas apaixonada pela modalidade REI (Futebol). Passei a fazer parte deste projecto Portal Futebol Feminino em Portugal com a intenção de poder ajudar na divulgação e promoção do Futebol Feminino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *