“Ficámos um pouco frustradas por não termos conseguido alcançar o resultado que queríamos na República Checa”

A Selecção Nacional Feminina “A” vai disputar, na próxima quarta-feira, no Estádio Cidade de Barcelos, o seu terceiro jogo no Grupo 7 de apuramento para o Campeonato da Europa de 2013.

Pela frente, as comandadas de Mónica Jorge terão um “osso” bem duro de roer. A Dinamarca é uma das potências mundiais do Futebol Feminino, mas para a defesa central lusa, Kimberly Brandão, até poderá ser o adversário ideal para que a Equipa das Quinas possa esquecer a injusta derrota averbada, no passado sábado, em Pisek, diante da República Checa.

“Ficámos um pouco frustradas por não termos conseguido alcançar o resultado que queríamos na República Checa. Poderíamos ter estado um pouco melhor na primeira parte, mas no segundo tempo crescemos muito, fizemos um grande jogo, mas infelizmente não conseguimos concretizar as oportunidades de que dispusemos”, recorda, em declarações ao fpf.pt.

“Já deixámos esse jogo para trás e, neste momento, estamos totalmente focadas na partida com a Dinamarca. Estamos muito motivadas e ansiosas para que chegue o jogo rapidamente para esquecermos o último desaire”, prosseguiu.

Para Kimberly Brandão, “cada jogo tem a sua própria história e é necessário encontrar formas diferentes de o abordar”. “Sabemos que a Dinamarca é uma equipa muito forte. A última vez que as defrontei foi há quatro anos atrás e, desde então, a nossa Selecção evoluiu muito e melhorou como equipa. Se jogarmos da forma como sabemos, acredito que as podemos surpreender e sair com um resultado positivo”, observou.

“Acreditamos que podemos vencer a Dinamarca. É com essa expectativa que vamos iniciar o jogo. Se entrarmos em campo só com o objectivo de não perder e limitarmo-nos a defender, então nunca venceremos”, sublinhou.

Apesar de a época nos Estados Unidos ainda não ter arrancado, a internacional lusa mostra-se apta e em forma para o encontro com as nórdicas. “A minha época nos Estados Unidos terminou no final de Agosto. Tenho estado a trabalhar quatro a cinco vezes por semana para manter a forma. Tenho-me sentido bem e estou pronta para jogar”, rematou.

In www.fpf.pt

Sandra Costa

O futebol faz parte da minha vida. Desde cedo que jogo futebol e decidi criar o Portal Futebol Feminino em Portugal porque senti que ninguém conhecia, sabia ou falava de futebol feminino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *