Abrantina Joana Marchão assina por duas épocas pelo Sporting Clube de Portugal

Por Ricardo Beirão

Momento da assinatura pelo Sporting Clube de Portugal

A abrantina Joana Marchão assinou contrato válido por duas épocas com o Sporting Clube de Portugal.

Ao querer criar para a próxima época uma Liga de Futebol Feminino, a Federação Portuguesa de Futebol convidou os Clubes que militavam na Liga Masculina a entrarem neste projeto. De todos os clubes convidados, os quatro que preencheram os requisitos necessários para a participação foram o Sporting Clube de Portugal, Sporting Clube de Braga, Clube de Futebol “Os Belenenses” e o Grupo Desportivo Estoril Praia, que se juntarão em 2016/17 aos restantes 8 do campeonato nacional e aos dois que subirem à 1.ª categoria do futebol feminino português.

Uma das condições que estava em cima da mesa era as equipas convidadas, para que não esvaziassem as equipas já existentes, só terem a possibilidade de contratarem quatro jogadoras actualmente em actividade no Campeonato Nacional de Futebol Feminino e, no máximo, duas jogadoras da mesma equipa.

É neste quadro de entrada do Sporting Clube de Portugal na Liga Portuguesa de Futebol Feminino, que Joana Marchão foi contratada pelo emblema leonino. Recorde-se que os “Leões” começaram no Futebol Feminino em 1991 pela mão de Sousa Cintra, mas 4 anos depois Pedro Santana Lopes acabou com a modalidade, voltando agora, pela mão de Bruno de Carvalho, 21 anos depois da extinção dessa equipa.

Para a jovem abrantina é um sonho tornado realidade: “sou sportinguista desde pequenina, jogar no Sporting sempre foi o meu sonho, mesmo antes de haver a equipa, e esse sonho agora está a concretizar-se”, disse ao mediotejo.net.

Na estreia pela Selecção Nacional de Sub-19 em Março de 2012, com 15 anos
Na estreia pela Selecção Nacional de Sub-19 em Março de 2012, com 15 anos

Deixar o Atlético Ouriense, clube que representa desde 2011-2012, onde conseguiu muitos títulos, colectivos e individuais, ser internacional e jogar a Liga dos Campeões, não foi fácil, mas a chamada do clube do coração falou mais alto: “claro que não fácil, foi uma decisão ponderada, pensei com os meus pais no que seria o melhor para o meu futuro, mas não foi fácil deixar um clube onde já fui muito feliz”.

Por outro lado, continuou, “o Sporting tem mais condições, é um clube grande em Portugal, tem a Academia e oferece melhores condições e muito mais possibilidades de tornar o futebol feminino profissional. Este passo poderá tornar mais fácil a minha chegada à Selecção Nacional A. Eu trabalho todos os dias para ser melhor e se for melhor tenho mais possibilidade em chegar mais acima”, destacou a atleta de 19 anos, e que vai abraçar também este ano um novo desafio na sua vida: o da Universidade, em Gestão de Desporto, precisamente em Lisboa, na Lusófona.

O facto de este ser um projecto novo não a assustou e nem sequer a fez hesitar: “é certo que é um projecto novo, mas as condições que nos oferecem são propícias a que consigamos resultados positivos”.

Nem mesmo a época menos positiva do Atlético Ouriense fez com que este convite a surpreendesse, tendo observado que “todas as atletas que jogam na Primeira Divisão e na Promoção estão em constante observação, daí saber que sempre que entramos em campo estamos a ser observadas. Tenho a certeza que o Sporting não olhou só para esta época, nós já fizemos coisas muito boas em Ourém, e o Sporting tem os meios para saber o que fizemos nas outras épocas e o valor de cada uma de nós”, disse, com toda a convicção.

Quanto aos objectivos e expectativas para a equipa não adiantou muito: “nós temos um projecto, falaram connosco e mostraram-no. Eu e as minhas colegas vamos para o Sporting para o concretizar, mas os objectivos e esse projecto não me cabe a mim falar dele”, observou, com sapiência.

Joana ainda não fez o ‘reconhecimento’ à Academia de Alcochete, quanto ao treinador sabe quem a vai orientar mas não pode adiantar, pois isso será o Clube a anunciar. Sabe, sim, que os trabalhos da época começarão na segunda quinzena de julho e que vai continuar a conciliar o futebol com os estudos.

Melhor jogadora da primeira fase do Nacional de Futebol Feminino em 2014-2015
Melhor jogadora da primeira fase do Nacional de Futebol Feminino em 2014-2015

Joana Filipa Gaspar da Silva Marchão, nasceu a 24 de Outubro de 1996 e é natural de Abrantes. Frequenta o 12º ano de escolaridade na área de Ciências e Tecnologias.

No futebol atua como médio ou extremo e usa preferencialmente o pé esquerdo. O percurso começou no Sport Abrantes e Benfica, onde jogou até 2008-2009 (Infatis A) no futebol misto, sendo a única rapariga.

Em 2009/2010 estreou-se no escalão Sénior, com as cores do União de Tomar. Na primeira época efectuou 5 jogos e marcou 2 golos e na segunda temporada atuou foi chamada 9 vezes a jogo e marcou 6 golos.

Em 2011-2012 ingressa no Clube Atlético Ouriense. Logo na primeira época conquista o Campeonato de Promoção (2ª Divisão Nacional), é chamada ao Estágio de Preparação da Selecção Nacional de Sub-19 e em Março de 2012 soma a primeira internacionalização. Nos dois jogos frente ao País de Gales aponta um golo. Ainda em 2012 está entre as 18 eleitas para a Ronda de Elite que apurou Portugal pela primeira vez para um Campeonato da Europa.

Na segunda época o caminho nas selecções nacionais contínua, é eleita a melhor jogadora do mês de março, mas acima de tudo sagra-se Campeã Nacional.

Daí para a frente e até hoje, sempre em Ourém, com idade de Júnior, a época que agora terminou foi a sua primeira época como Sénior, participa na UEFA Women´s Champions League, fazendo parte da primeira equipa portuguesa a ultrapassar a fase de grupos da prova. Participano 1º Torneio de Apuramento para o Campeonato da Europa de Selecções. Voltou a sagrar-se Campeã Nacional e juntou a esse título a vitória na Taça de Portugal. Foi eleita a melhor jogadora da primeira fase do Nacional de Futebol Feminino e actualmente conta com 26 internacionalizações no escalão de Sub-19.

Erguendo a Taça de Portugal conquistada no Estádio Nacional
Erguendo a Taça de Portugal conquistada no Estádio Nacional

In http://www.mediotejo.net/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *