“Agarro todas as oportunidades como se fossem a última”, Madalena Ferreira, SU 1º Dezembro

1) B.I. Futebolistico
Nome completo: Madalena da Silva Ferreira
Nome Futebolístico: Não tenho nenhum, mas há quem me chame “Mada”
Local e data de nascimento: Cascais, 28 Dezembro 1996
Nacionalidade: Portuguesa
Profissão: Estudante
Ano que iniciaste a prática futebol federado: 2003
Clubes que já representaste no futebol: Soccer Cascais (Masculino) Grupo desportivo da Malveira da Serra(Masculino) S.U. 1º de Dezembro
Clube Actual: S.U. 1º de Dezembro
Posição especifica: Médio Esquerdo
Títulos Colectivos Conquistados : 1º lugar torneio de Palmela. 3º lugar no torneio inter-associações pela selecção de Lisboa em 2012
Títulos Individuais Conquistados : 0
Número de internacionalizações: 0
Jogadora preferida: Mónica Mendes
Uma Virtude :Bem disposta
Um defeito:Refilona

2)Como é que começaste a praticar futebol?  

Bem, tudo começou quando tinha cinco anos, comecei a ver os desenhos animados no Canal panda, o famoso Oliver e Benji, ia sempre para casa do meu Tio ver, não perdia um episódio, comecei a receber bolas e chuteiras pelos anos e Natal, não queria outra coisa se não jogar futebol, o meu companheiro da bola era o meu Tio, foi ele quem me ensinou, até que aos seis anos comecei a praticar futebol num clube misto.

 

3)Tiveste o apoio da tua família?

Sim, sempre tive grande apoio por parte da minha familia, iam sempre comigo aos treinos e aos jogos, não perdem um jogo. Isso é, e sempre foi uma grande ajuda.

 

4)O futebol foi sempre a única paixão , ou gostavas de fazer desporto em geral?

Sem dúvida que o futebol foi sempre a maior paixão, mas na verdade ando na dança desde os 3 anos de idade, hip hop, ragga e contemporânea, somos um grande grupo divido em escalões, gosto muito dos dois, e consigo conciliar ambas as actividades.

5)Qual foi o melhor e o pior momento que viveste no futebol até hoje e porquê?

O melhor, foi sem duvida quando marquei o golo que decidiu o 3º e 4º lugar do torneio inter-associações. E os piores momentos do futebol é ser convocada para um jogo, e ficar no banco.

6)Como te descreves como jogadora?

Sou uma jogadora lutadora, não desisto de nada, e agarro todas as oportunidades como se fossem a última. Quando erro fico chateada mas sei que não posso baixar a cabeça e sim pensar em fazer melhor. Esforço-me para conseguir melhor.

 

7)Tens alguma superstição ou ritual antes ou depois dos jogos?

Nos jogos uso sempre a minha fita da sorte, e ao entrar para o campo para o alinhamento entro sempre com o pé direito.

 

8)O que te motiva para continuares a jogar futebol?

O que me motiva é o facto de querer ir mais além, e um dia vestir a camisola da selecção e representar o pais, é um sonho que espero que seja concretizado em breve.

 

9)Alguma vez sentiste que o futebol te prejudicava nos estudos ou na tua vida profissional?

Tentei sempre conciliar ambos, mas por vezes metia o futebol em primeiro lugar, o que nem sempre ajudou.

 

10)A falta de condições e de reconhecimento do futebol feminino é só um problema de dinheiro?

O dinheiro é sem dúvida um grande problema, mas não é só isso, há também falta de interesse nesse reconhecimento por parte das pessoas, mas estamos a melhorar, e muito.

11)Achas que o futebol feminino ainda está ligado a preconceitos?

Sim, muita gente ainda acha que o futebol é para homens, ainda há algum preconceito, daí o futebol feminino não ter a divulgação do futebol masculino. Mas tem vindo a melhorar.

 

12)Achas que num futuro próximo vamos ter uma liga profissional em Portugal?

Cada vez acredito mais nisso, o futebol feminino em Portgual está cada vez melhor.

 

13)Qual a liga estrangeira que mais te atrai?

Feminina: Americana
Masculina: Espanhola

 

14)Se te aparecesse uma oportunidade para ser profissional em Portugal ou no estrangeiro aceitavas?

Aceitava, se um dia mais tarde tiver oportunidade, gostava muito de ir para o estrangeiro, mas não me posso esquecer que tenho prioridades, e neste momento os estudos é uma delas.

 

15)Até quando pensas jogar futebol?

Quero jogar futebol por muito tempo, não vou dizer datas, pois não sei como vai correr daqui para a frente, mas enquanto me puder mexer, estarei com uma bola nos pés.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *