Algarve Cup 2019: As contas do segundo dia com várias surpresas

Dia de várias surpresas na Algarve Cup 2019.

O Dia 2 da Algarve Cup ficou marcador pelo fator surpresa e pela superação. Portugal e Polónia bateram duas equipas poderosas como a Suécia e a Espanha, respetivamente, numa grande jornada de futebol feminino no sul do país.

VEJA OS RESUMOS AQUI

CONFIRA TODOS OS RESULTADOS E CLASSIFICAÇÕES

Consulte o Media Guide da Algarve Cup 2019

Confira as melhores imagens

Reviravolta lusa
Portugal entrou a ganhar na edição 2019 da Algarve Cup, ao bater a vice-campeã olímpica Suécia por 2-1, num jogo disputado em Albufeira. Depois de uma primeira parte discreta, em que imperou o equilíbrio, a Equipa das Quinas conseguiu impor-se à nona classificada do ranking FIFA de seleções femininas, com transições rápidas, muito acerto no passe e organização. Ainda assim, as suecas marcaram primeiro, ao minuto 68, num livre batido por Nathalie Björn. Três minutos depois (71′), Diana Silva repôs a igualdade num cabeceamento certeiro, enquanto Cláudia Neto consumou a reviravolta já em período de descontos (82′).

Polónia surpreende
Lagos presenciou uma autêntica surpresa. A Polónia vergou a Espanha, vencendo por 3-0. A turma polaca investiu num bloco baixo, com grande disciplina tática e irreverência no contra-ataque. Paulina Dudek, aos 29′, inaugurou o marcador e Patrycjia Balcerzak, à passagem dos 36′, intensificou a surpresa.

Na segunda metade do encontro, o treinador mudou várias jogadoras, mas foi a Polónia novamente a marcar, logo aos 47′. As espanholas ainda tentaram inverter a situação, porém as polacas não deram veleidades.

Canadá vence jogo equilibrado

O Estádio Municipal de Lagos presenciou um encontro muito dividido. O Canadá revelou mais eficácia e bateu a Escócia por 1-0. Depois de uma primeira parte bastante equilibrada, onde as duas equipas revelaram um encaixe tático perfeito, Christine Sinclair desbloqueou a partida aos 81′. Até ao final, a turma canadiana ainda poderia ter aumentado o marcador, mas o resultado final ficou fechado pela margem mínima

Nórdicas mais fortes

Noruega e China proporcionaram um bom espetáculo no Estádio Municipal de Albufeira, com a vitória a sorrir às nórdicas (3-1), mais fortes no primeiro tempo e eficazes na finalização.

A formação norueguesa adiantou-se cedo no marcador (logo aos nove minutos), chegando ao intervalo com uma vantagem de três golos, graças à pontaria de Isabel Herlovsen (9’), Caroline Graham (32’) e Emilie Haavi (42’). A China cresceu no segundo tempo, apostou no contra-ataque e conseguiu marcar ao cair do pano, numa intervenção de Wang Shanshan.

A equipa nórdica passa a somar seis pontos e conta com boas possibilidades de disputar a final.

Os dois melhores classificados disputam a final
São 12 equipas a lutar pelo tão desejado troféu da 26.ª edição da competição. Os dois melhores 1.ºos classificados apuram-se para a final, sendo que os outros dois vencedores dos respetivos agrupamentos jogam para o 3.º e 4.º lugar.

As restantes decisões serão assim definidas:
5.º e 6.º: 
melhor 2.º classificado vs. segundo melhor 2.º classificado
7.º e 8.º: terceiro melhor 2.ºclassificado vs. quarto melhor 2.º classificado
9.º e  10.º: melhor 3.º classificado vs. segundo melhor 3.º classificado
11.º e 12.º: terceiro melhor 3.º classificado vs. quarto melhor 3.º classificado

In www.fpf.pt

Sandra Costa

O futebol faz parte da minha vida. Desde cedo que jogo futebol e decidi criar o Portal Futebol Feminino em Portugal porque senti que ninguém conhecia, sabia ou falava de futebol feminino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *