Áudio: Edite Fernandes vai jogar nos EUA

Edite Fernandes, uma das capitãs da seleção portuguesa de futebol feminino, vai jogar para os EUA, em Los Angeles, nos Santa Clarita Blue Heat. “É um sonho”, diz a jogadora do Zaragoza.

Um sonho… na terra dos sonhos. É assim que Edite Fernandes descreve a nova aventura que irá viver entre maio e agosto em Los Angeles, nos EUA, onde irá jogar pelos Santa Clarita Blue Heat, na W-League, um dos campeonatos de futebol feminino mais competitivos do mundo.

Atualmente em Espanha, a atuar pelo Prainsa Zaragoza – já depois de uma passagem pela Noruega -, Edite Fernandes prepara-se para atingir “o topo”. “É um sonho que queria realizar desde que comecei a jogar futebol. É a cereja no topo do bolo”, confessa a número 8 da seleção nacional portuguesa.

Edite vai jogar na W-League, uma liga secundária que só fica atrás da WPS (Women’s Professional Soccer), campeonato profissional de 6 equipas onde atua, por exemplo, a brasileira Marta, melhor jogadora do mundo. “É uma liga muito forte e é também uma montra para a restrita WPS, onde estão as melhores”, explica.

Muito valor no futebol feminino português, diz Edite
A avançada portuguesa já tinha tido “dois convites” para ingressar em equipas norte-americanas, mas só agora decidiu dar o salto. E diz que não é única a ter qualidade para fazê-lo. “É também levar o nome do futebol feminino português mais longe, porque não sou só eu e a Carla [Couto, a jogadora mais internacional do futebol português] na seleção, temos grandes valores em Portugal, como a Dolores [Silva, jogadora do 1.º Dezembro] e a Sónia [Matias, jogadora do Espanyol Barcelona], que podem triunfar.”

Edite não revela quanto vai ganhar, mas mostra-se entusiasmada com a nova experiência em Los Angeles, cidade de “calor” e “gente gira”. E, depois de agosto, continuará nos Estados Unidos? “Depois logo se verá. Posso dizer que já há contatos para a próxima época. E enquanto o telefone tocar…”

Oiça o áudio de Edite Fernandes: “É o meu sonho desde que comecei a jogar futebol”

In http://aeiou.expresso.pt e aminhabola.blogspot.com

Sandra Costa

O futebol faz parte da minha vida. Desde cedo que jogo futebol e decidi criar o Portal Futebol Feminino em Portugal porque senti que ninguém conhecia, sabia ou falava de futebol feminino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *