Conheça melhor as 5 nomeadas ao prémio de futebolista feminino do ano da BBC

A BBC anunciou no passado dia 12 de Fevereiro a lista das 5 nomeadas ao prémio de futebolista feminina do ano. A representante Mary Hockaday começou por anunciar que “2019 foi um ano extraordinário para o futebol feminino” e que o prémio da BBC representa “um compromisso no apoio da modalidade”. A vencedora será escolhida através de voto público, pelo que todos os fãs terão oportunidade de dar o seu parecer. Este ano, as 5 candidatas são Lucy Bronze, Julie Ertz, Sam Kerr, Vivianne Miedema e Megan Rapinoe.
O prémio de futebolista feminino do ano da BCC é atribuído desde 2015, sendo que a primeira vencedora foi a nigeriana Asisat Oshoala. Na segunda edição, a escocesa Kim Little foi a premiada. As distinções seguintes foram sempre atribuídas a jogadoras do Olympique Lyonnais, sendo que a norueguesa Ada Hegerberg ganhou em 2017 e 2019, tendo a inglesa Lucy Bronze (que faz parte da lista de 2020) sido a grande vencedora em 2018.
Aproveite para ficar a conhecer melhor as 5 nomeadas ao prémio de futebolista feminino do ano da BBC:

Lucy Bronze
A shortlist da BBC pode ainda não contar com nenhuma futebolista portuguesa, mas Portugal fica parcialmente representado este ano, graças à presença de Lucy Bronze. Como o apelido denota, a defesa do Olympique Lyonnais tem dupla-nacionalidade portuguesa, embora resida desde criança em Inglaterra e tenha representado a sua selecção em 50 ocasiões. É a única nomeada ao prémio da BBC que já recebeu a distinção. Em 2019, Bronze foi titular em cada uma das 7 partidas da Inglaterra no Campeonato do Mundo (4.ª classificada) e conquistou a Liga dos Campeões pelo seu clube, carimbando uma exibição brilhante na final frente ao Barcelona. Antes de chegar ao Lyon, Bronze jogou na WSL Inglesa, tendo-se estreado pelo Liverpool (onde realizou grande parte da formação) e brilhado ao serviço do Manchester City.

Julie Ertz
A campeã do mundo Julie Ertz oscila entre as posições de defesa central e médio-defensivo e foi uma peça importante para a conquista obtida pelos Estados Unidos em 2019. Com 48 jogos e 2 golos ao serviço da poderosa selecção norte-americana, Ertz passou toda a sua carreira no país natal, sempre ao serviço dos Chicago Red Stars. Em 2019, os Chicago Red Stars conseguiram mesmo chegar à final da NWSL, mas acabaram por ser derrotados de forma estrondosa pelo North Carolina Courage de Lynn Williams e Debinha. Natural de Mesa, no Estado do Arizona, Ertz completou a sua formação universitária e futebolística no Santa Clara Broncos.

Sam Kerr
Não diríamos que Sam Kerr é a grande surpresa da lista, mas é sem dúvida a grande novidade. Actualmente ao serviço do Chelsea, onde chegou recentemente, a australiana foi a grande figura da sua selecção no Campeonato do Mundo, com 5 golos em apenas 4 partidas disputadas. Depois de uma época brilhante em que partilhou o balneário dos Chicago Red Stars com Julie Ertz, Kerr mudou-se para Stamford Bridge. Jogando na posição de avançado, Sam Kerr marcou 19 golos em 23 jogos na NSWL em 2019 e já se estreou a marcar pelo seu novo clube. Demonstra a mesma garra goleadora que a caracteriza desde que brilhava ao serviço de emblemas australianos como o Perth Glory e o Sydney FC.

Megan Rapinoe
Apontada como a favorita à conquista do prémio por vários sites de jogos de poker online e apostas desportivas, Rapinoe está habituada a ganhar prémios em que o vencedor é decidido pelos fãs. Com um dos melhores currículos da actualidade futebolística, Rapinoe deu bom uso ao seu brilhante pé direito durante o Campeonato do Mundo, tendo marcado 6 golos em 5 jogos disputados. Já recebeu todo o tipo de distinções individuais internacionais e tem no palmarés 2 Mundiais e 1 Jogos Olímpicos. Aos 34 anos, Rapinoe provou que continua a ter a categoria necessária para se destacar da concorrência. Joga actualmente pelo Seattle Reign, mas já jogou por clubes como o Chicago Red Stars, o Portland Pilots (durante a Universidade), e o Sydney FC. Passou ainda pelos tubarões europeus do Olympique Lyonnais, onde esteve duas épocas.

Vivianne Miedema
A mais jovem jogadora da lista, a holandesa Vivianne Miedema é uma das grandes novas estrelas do futebol feminino. O seu palmarés é impressionante, principalmente quando se tem em conta a sua idade – apenas 23 anos. Miedema já ganhou um Europeu de seniores, um Europeu de júniores, 2 ligas alemãs e 1 liga inglesa. Em 2019, chegou à final do Campeonato do Mundo mas não conseguiu evitar a vitória dos Estados Unidos sobre a Holanda. Ao serviço do Arsenal, os seus números são extraordinários… Nas suas primeiras 38 partidas pelo clube apontou um total de 47 golos! Um ano antes de se mudar para Inglaterra, quando ainda jogava pelo Bayern Munique, chegou a marcar 22 golos em apenas 18 jogos. Ao serviço da selecção da Holanda, Miedema conta com 43 golos em 51 internacionalizações.

Sandra Costa

O futebol faz parte da minha vida. Desde cedo que jogo futebol e decidi criar o Portal Futebol Feminino em Portugal porque senti que ninguém conhecia, sabia ou falava de futebol feminino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *