DESTAQUES: Portugal (3) X Finlândia (2) * Qualificação Europeu 2017 – Estádio CD Trofense

Foto: Seleções de Portugal / Facebook
Foto: Seleções de Portugal / Facebook
Onze Portugal: Patrícia Morais (GR), Matilde Fidalgo (DD), Ana Borges (DE), Sílvia Rebelo (DC), Carole Costa (DC), Dolores Silva (MC), Amanda Costa (MD), Suzane Pires (ME), Cláudia Neto (MO), Ana Leite (PL) e Vanessa Marques (PL).Onze Finlândia: Korpela (GR), Hyyrynen (DD), Kukkonen (DE), Westerlund (DC), Saari (DC), Heroum (MC), Oling (MD), Kuikka (ME), Alanen (MO), Franssi (PL) e Sallstrom (PL).

Suplentes Portugal: Jamila Marreiros, Raquel Infante, Edite Fernandes, Tatiana Pinto, Fátima Pinto, Diana Silva e Carolina

Suplentes Finlândia: Minna Meriluoto, Emma Koivisto, Olga Ahtinen, Juliette Kemppi, Jenny-Julia Danielsson, Lina Salmi e Linda Ruutu.

Destaque para a ausência de Edite Fernandes no onze de Portugal. A jogadora do SC Braga começa a partida no banco de suplentes.

COMEÇA O JOGO NO ESTÁDIO DO CD TROFENSE

7´ – Sanni Franssi (Finlândia) aproveita uma desatenção da defensiva nacional para aparecer isolada na área, mas a guarda-redes, Patrícia Morais aplicou-se para impedir o primeiro golo da partida.

16’ – Vanessa Marques quase faz o primeiro de Portugal. Remate cruzado da ponta de lança portuguesa, a passar muito perto do poste direito da baliza defendida por Korpela.

21´ – Grande penalidade a favorecer a formação finlandesa. Falta cometida por Ana Borges.

21´ – GOLO Finlândia! Chamada a marcar, a número dez da Finlândia, Alanen, coloca a bola junto ao poste direito da baliza defendida por Patrícia Morais.

27´- GOLO Finlândia! Franssi volta a marcar. Bom trabalho dentro da área portuguesa, com a atacante do Zurique a encostar para fazer segundo

29’ – GOLO Portugal! Cláudia Neto reduz a desvantagem. A capitã portuguesa a receber bem dentro da área e a rematar para o fundo da baliza de Korpela

30’ – Outra vez Cláudia Neto. A centro campista foge à defensiva finlandesa, mas Saari derruba a jogadora portuguesa com um puxão de camisola. Cartão amarelo, mas nas bancadas pedia-se um cartão de outra cor

36’ – Patrícia Morais evita o 1-3. Mais uma boa intervenção da guarda-redes do Sporting CP

44´ – Grande penalidade a favorecer a equipa das quinas. Ana Leite cai na área finlandesa e o árbitro, Riem Hussein não hesitou em apontar para a marca de grande-penalidade

45’ – GOLO Portugal! Cláudia neto a fazer o empate para Portugal e o segundo da conta pessoal.

INTERVALO

Depois de aos 30 minutos estar a perder por 0-2, Portugal consegue chegar ao empate antes do apito para o descanso.

COMEÇA A SEGUNDA PARTE

55´- Bom passe de Suzane Pires para Ana Leite, com a ponta de lança a rematar por cima da baliza

65´- Substituição Portugal: Sai – Amanda Costa / Entra – Tatiana Pinto

71’ – Portugal mais perto do golo. Excelente passe de Cláudia Neto a isolar Ana Leite, com a ponta de lança portuguesa a rematar à trave da baliza de Korpela

74’ – Substituição Finlândia: Sai – Maija Saari / Entra – Emma Koivisto

77’ – Substituição Portugal: Sai – Suzane Pires / Entra – Fátima Pinto

82’ – Cartão amarelo para Nora Heroum (Finlândia) por falta cometida sobre Ana Leite

83’ – Substituição Finlândia: Sai – Linda Sallstrom / Entra – Juliette Kemppi

85’ – Grande penalidade para Portugal. Ana Leite é derrubada na área. Cláudia Neto é chamada a marcar

85’ – GOLO Portugal! “Hat-trick” para Cláudia Neto. Portugal está na frente do marcador

89’ – Substituição Finlândia: Sai – Tuija Hyyrynen / Entra – Lina Salmi

90’ –  Tempo suplementar: 5 minutos

91’ – Substituição Portugal: Sai – AnaLeite / Entra – Edite Fernanades

95´ – Final da partida. Vitória de Portugal.  Três pontos importantes rumo à qualificação para o Europeu de 2017

As mais de Portugal: Cláudia Neto e Patrícia Morais

As mais da Finlândia: Emmi Alanen e Sanni Franssi

Euro 2017: Portugal vence Finlândia e decide apuramento na última jornada

Portugal conquista três pontos que deixam respirar até ao jogo com a Irlanda. Num jogo com cicno golos e uma remontada, que deixa a Seleção sonhar com Holanda 2017.

Portugal esteve a perder por 2-0 mas deu a volta ao marcador Foto: HUGO DELGADO/EPA
Foto: HUGO DELGADO/EPA

Num jogo em que a vitória era o único resultado possível para que a seleção ainda pudesse sonhar em marcar presença na Fase Final do Euro 2017, a equipa das quinas fez o que lhe competia e levou de vencida a seleção da Finlândia.

Era esperado um jogo complicado – há uma diferença de 12 lugares no “ranking” da UEFA que favorece as escandinavas- e os 90 minutos que começaram a contar a partir das 15 horas justificou esse título.

Com cerca de trinta minutos do jogo, no bem composto no Estádio C.D Trofense, já as finlandesas ganhavam por duas bolas a zero. Um golo de grande-penalidade convertida por Alanen e uma finalização de curta distancia de Franssi, obrigavam as comandadas por Francisco Neto a arriscar.

Um “Hat-trick” que veio do frio

Portugal arriscou e ainda antes do intervalo Cláudia Neto, na marca dos 11 metros e num bom entendimento do ataque português consegue equilibrar o resultado e colocar alguma justiça no marcador.

Mas se os últimos 15 minutos do primeiro tempo foram de sentido único, a 2º metade com o publico a acreditar cada vez mais que era possível a remontada permitiu que Patrícia Morais, que durante os primeiros minutos juntou um conjunto de boas intervenções, fosse uma mera espectadora.

Portugal apertava com a defesa finlandesa e Ana Leite, numa situação de 1vs1 fez passar a bola por cima da guardiã finlandesa e bater no poste antes de sair. Os 1000 espectadores que marcaram presença no estádio num inicio de tarde de sexta-feira levavam as mãos à cabeça. Até que, quando Edite Fernandes se preparava para entrar, Cláudia Neto, que representa as suecas do Linköpings, na conversão do terceiro penalty do jogo, coloca Portugal na frente.

Dublin: a cidade que decide o futuro de Portugal

O ultimo jogo da qualificação está agendado para terça-feira. Na cidade de Dublin, as portuguesas defrontam uma Irlanda que está já afastada da qualificação dos melhores segundos.  No mesmo dia, as finlandesas marcam encontro com a Espanha que, com vinte e um pontos e um pleno de vitórias está já qualificada.

As portuguesas precisam de uma vitória e que a Finlândia não pontue para puderem aspirar a colocar Portugal numa fase final de um Europeu, algo que anteriores seleções nunca conseguiram.

O europeu de 2017 realiza-se na Holanda e já conta com a presença das qualificadas Alemanha, Suécia, França, Noruega, Espanha, Suíça e as anfitriãs.

Pedro Esteves e Paulo Costa 

In https://campoocupado.atavist.com/campo-ocupado-noticias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *