Diana Silva, Experiência enriquecedora

Diana Silva acredita que a experiência na Turquia lhe dará uma nova bagagem

Diana Silva acredita que a experiência na Turquia lhe dará uma nova bagagem (©FPARAISO)

A um dia de disputar o segundo encontro na fase final do Campeonato da Europa Turquia 2012, Diana Silva reitera toda a confiança nas capacidades lusas e afirma que esta experiência revelar-se-á enriquecedora a vários níveis.

Com dificuldades em encontrar adjectivos para expressar aquilo que está sentir neste momento, a pupila de José Paisana acredita que o seu desempenho ao longo da época carimbou o passaporte para a Turquia. “Penso que é o resultado do meu trabalho. Já estive nos dois apuramentos e sinto que foi o meu desempenho que me trouxe cá. A convocatória é sempre uma incógnita, nunca sabemos muito bem quem poderá ser chamada, mas se soubermos que trabalhámos bem e que demos tudo em campo teremos mais hipóteses de estar num espaço destes. É um orgulho e uma sensação indescritível poder estar nesta equipa e viver uma experiência com esta dimensão.”

Depois de um empate surpreendente, Diana explica que o segredo para a equipa conseguir melhores resultados passa pela correcção dos pormenores de finalização que escaparam à Equipa das Quinas. “Não estava à espera do empate, por aquilo que tínhamos analisado e pelo que conhecíamos da equipa. No entanto, penso que demos uma boa resposta e o empate é igualmente positivo. A vitória esteve ao nosso alcance e se conseguirmos corrigir os pequenos pormenores, sobretudo de finalização, que nos afastaram disso acredito que seremos capazes de ir além do empate. Não podemos esquecer que temos grandes equipas pela frente, mas se trabalharmos bem poderemos alcançar os nossos objectivos.”

Depois dos dois golos apontados ainda na fase de qualificação – um diante da Hungria no primeiro torneio e o outro frente à Noruega já no segundo -, a extremo lusa admite que gostaria que o seu nome ficasse inscrito na lista de marcadoras do Europeu. “Estando na minha posição, o meu objectivo passará sempre por marcar golos e se o conseguir fazer neste Europeu será ainda melhor. Penso que um golo no jogo com a Dinamarca seria a cereja no topo do bolo, porque estamos a falar da equipa teoricamente mais complicada e aquela que tem mais história em Europeus, mas antes de mais quero ajudar a minha equipa a ter uma prestação digna em campo.”

No final deste Campeonato da Europa, a jogadora lusa que soma oito internacionalizações sabe que sairá da Turquia muito mais enriquecida do que quando chegou. “Como jogadora e como pessoa sei que irei aprender muito. A convivência com as minhas colegas, estar num país diferente com pessoas diferentes será já uma experiência muito importante para mim. Além disso, no meu clube costumo ocupar a posição de avançada e aqui sou extremo, o que pressupõe acções defensivas, por isso levo mais coisas na bagagem do que aquelas que trouxe.”

O segundo jogo das comandadas de José Paisana no Campeonato da Europa Turquia 2012 será disputado já na próxima quinta-feira, pelas 21h30, no World of Wonders Football Centre, frente à Roménia.

In www.fpf.pt

Sandra Costa

O futebol faz parte da minha vida. Desde cedo que jogo futebol e decidi criar o Portal Futebol Feminino em Portugal porque senti que ninguém conhecia, sabia ou falava de futebol feminino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *