Dolores Silva: “Sabemos o que temos a fazer”

Antevendo uma época difícil com um novo desafio no horizonte, a médio portuguesa acredita na união da Seleção Nacional e na capacidade de superação de cada jogadora.

Treino da Selec‹o Nacional feminina, em Quiaios.

União e capacidade de superação são as características que Dolores Silva mais preza na Seleção Nacional feminina e que considera serem fundamentais para uma época com um desafio complicado: o apuramento para o Europeu de 2017.

A médio lusa começa por identificar a entreajuda e a união como fatores fundamentais para o sucesso, assegurando que cada jogadora sabe o que fazer para ser bem sucedida, nem que para tal tenha de “comer relva”.

Admitindo que a presença na fase final de um Europeu seria “enveredar por um bom caminho”, Dolores Silva alerta para o facto de as dificuldades serem evidentes.

De modo a preparar essas dificuldades, neste arranque de época, a Equipa das Quinas realizará dois jogos de preparação com a Ucrânia, “equipa com boas referências” e que permitirão levar Portugal “ao limite”, segundo a internacional que soma já 54 jogos no principal escalão.

Confira as declarações completas de Dolores Silva:

In fpf.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *