Dr. Carlos Marta, candidato à presidência da Direcção da FPF, recebeu a equipa do Projecto “O Jogo das Raparigas”


O Dr. Carlos Marta, candidato à presidência da Federação Portuguesa de Futebol, recebeu dia 9 de Novembro de 2011, a Associação Portuguesa Mulheres e Desporto representada por Fernanda Piçarra e Isabel Cruz, que integram a equipa responsável pelo projecto O Jogo das Raparigas.

Isabel Cruz explicou a finalidade do encontro: «estamos aqui em representação da Associação Portuguesa Mulheres e Desporto, que é uma organização de direitos das mulheres, com o objectivo de apresentar as nossas propostas e de ouvir as vossas, sem que isso deva ser considerado como apoio a qualquer uma das candidaturas».

APMD_2011.11.09_CM_2

Após a entrega do dossier com as propostas O Jogo das Raparigas, sobre o desenvolvimento das equipas femininas de futebol e futsal, o Dr. Carlos Marta apresentou de forma sumária os objectivos da sua candidatura tendo, mais uma vez, referido que «não é uma candidatura contra ninguém mas pelo Futebol».

APMD_2011.11.09_CM_3

Seguindo a lógica das prioridades referidas no programa global da candidatura, indagámos o candidato quanto ao Plano de Desenvolvimento do Futebol e quisemos saber qual a importância atribuída ao aumento da prática das raparigas e mulheres, e quais os recursos financeiros a atribuir. No que respeita às Selecções Nacionais Femininas, procurámos conhecer a existência de medidas sobre a criação e continuidade das selecções femininas, o empenhamento de Portugal na criação de competições internacionais para a Selecção Nacional Feminina de Futsal, e a posição a assumir pela FPF quanto à realização em Portugal do 3º Torneio Mundial, previsto para 2012. Dado que a Reformulação dos Quadros Competitivos é um objectivo desta candidatura procurou-se conhecer a posição do candidato sobre os critérios a utilizar para criação do Campeonato Nacional feminino de futsal. Também quisemos saber se a Marca Federação Portuguesa de Futebol estará ao serviço dos clubes com equipas femininas para a aumentar a visibilidade das jogadoras e do jogo. No âmbito da Valorização do Futebol Nacional foi colocada a questão sobre a aposta na formação de treinadoras com bolsas e apoios financeiros específicos para aumentar o número de mulheres treinadoras.

A Associação Portuguesa Mulheres e Desporto agradece à candidatura do Dr. Carlos Marta a abertura e a prontidão para nos receber.

Foram duas horas que serviram, certamente, para demonstrar que o Jogo é das Raparigas.

In http://www.mulheresdesporto.org.pt

Sandra Costa

O futebol faz parte da minha vida. Desde cedo que jogo futebol e decidi criar o Portal Futebol Feminino em Portugal porque senti que ninguém conhecia, sabia ou falava de futebol feminino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *