Elas andam aí – Tribuna Expresso

Duarte Gomes escreve sobre o futebol no feminino num mundo que está a mudar, aos poucos, para se tornar mais igual e mais feliz, com mais jogadoras e mais árbitras – uma delas, Sandra Bastos, vai estar no Mundial feminino, que começa sexta-feira, em França

Há notícias boas, há notícias muito boas… e depois há esta.

Os números não enganam: há cada vez mais mulheres a praticar desporto em Portugal. No caso do futebol, a evidência é ainda maior. O desporto-rei é o exemplo perfeito do que é crescimento rápido e estratégico, no feminino. Ano após ano, época após época, há cada vez mais praticantes. Há cada vez mais meninas a fazer aquilo que gostam, aquilo que querem, aquilo que verdadeiramente as preenche, deixando de lado o preconceito démodé (e desde sempre descabido) de que bola é apenas coisa de homem.

Esta emancipação, este salto cultural, é uma lição de vida para todos aqueles que ficaram presos no início do século passado. Uma lição para todos aqueles que ainda pensam que lugar de mulher é na cozinha e lugar de homem é na mesa.

Nada acontece por acaso e o mérito deste boom tem vários rostos, mas o principal é o de quem teve a coragem e a visão de apostar, sem medo e com estratégia, nesta variável.

Há uns anos, a Federação Portuguesa de Futebol desenhou um Plano Estratégico para efetivar o crescimento sustentado do futebol feminino em Portugal. A ideia era aumentar em quantidade, em competitividade e em qualidade, criando condições para que mais mulheres jogassem o jogo que todos gostamos. A aposta, feita de baixo para cima, fez impulsionar o número de competições. Há, hoje, cada vez mais jogos, cada vez mais palcos, cada vez mais praticantes.

Leia o artigo completo aqui.

In Tribuna Expresso

AnaSilva

Adepta do desporto em geral, mas apaixonada pela modalidade REI (Futebol). Passei a fazer parte deste projecto Portal Futebol Feminino em Portugal com a intenção de poder ajudar na divulgação e promoção do Futebol Feminino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *