Emily Lima projeta 2019 do Santos no futebol feminino

vila tag-time-feminino-do-santos subject-futebol-feminino team-santos entry”>

Crédito: Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC

Uma das grandes potências no futebol feminino no Brasil, o Santos inicia o ano mantendo o projeto da última temporada. De contrato renovado, a técnica Emily Lima vai em busca de novas conquistas no clube. Em 2017, as Sereias da Vila faturaram o Campeonato Paulista e ‘bateram na trave’ na Libertadores, perdendo o título na final.

Em entrevista ao canal Papo de Concentra, do Youtube, a ex-comandante da Seleção Brasileira, satisfeita com a oportunidade de seguir no clube, projetou a temporada do time feminino do Santos. O principal objetivo é voltar ao torneio continental. No ano passado, as Sereias foram derrotadas pelo Atlético Huila, da Colômbia, nos pênaltis.

“Estou muito contente, assim como toda a comissão técnica. Já agradecemos publicamente ao Santos e ao presidente por acreditar na sequência do trabalho, que é algo que não conseguimos ver no futebol brasileiro, a continuidade mesmo sem os resultados que foram planejados. Conseguimos conquistar o Campeonato Paulista, no Brasileiro ficamos nas quartas, Libertadores perdemos a final nos pênaltis”, disse a treinadora, que lamentou o fato da equipe não ter aproveitado os bons primeiros 45 minutos contra o Huila.

“Não sei se foi no detalhe (a derrota na final). Acho que poderíamos ter feito o jogo no primeiro tempo… aí fomos dando brecha. Estávamos jogando com outra equipe qualificada. A gente não mata o jogo e aí falamos que ‘a bola pune’. Que isso sirva de lição”, avalia.

Para 2019, Emily tem bem estabelecido o principal objetivo da equipe: “Agora a meta é Campeonato Paulista e Brasileiro, mas o Brasileiro vai ser o nosso foco, porque queremos voltar a colocar o Santos na Libertadores”, destacou.

Entre saídas e chegadas, o Santos terá um elenco mais ‘enxuto’ em 2019. Após trabalhar com um grupo com excesso de jogadoras, a técnica pediu para haver uma redução no número. Emily apontou o destino de algumas atletas que deixaram o clube e, apesar de confirmar, fez mistério com relação a reforços.

“Tem algumas atletas que venceram o contrato, algumas nós renovamos e outras não. Brena e Erikinha foram para a Noruega, a Chú foi para a China, a Tayla foi para o Benfica, mas nós já substituímos. Vamos reduzir o grupo. Eu tive muito problema em relação à treinamento, à continuidade do trabalho. Eu tinha 34 atletas, no começo do ano 36. É um número altíssimo para você trabalhar com um grupo, sendo que só jogam 11. Aí você tem que motivar três times, já é difícil motivar um, tem o segundo que às vezes joga e o terceiro que quase não vai para os jogos. É muito difícil. Pedi para que reduzissem o grupo. Estamos tentando reduzir para 28 atletas para minimizar alguns problemas. Trouxemos alguns nomes que vamos divulgar já já. Não posso abrir ainda porque ninguém assinou”, completou.

Confira a entrevista completa da treinadora!

In https://www.torcedores.com

Sandra Costa

O futebol faz parte da minha vida. Desde cedo que jogo futebol e decidi criar o Portal Futebol Feminino em Portugal porque senti que ninguém conhecia, sabia ou falava de futebol feminino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *