Francisco Neto espera exigência e superação

Francisco Neto e a internacional portuguesa Sílvia Rebelo já fizeram a antevisão do segundo embate com os Estados Unidos, marcado para esta terça-feira à noite.

Portugal reencontra os Estados Unidos esta terça-feira à noite [uma da madrugada em Lisboa], no Estádio Allianz, em Saint-Paul, Minnesota. Será mais um teste de exigência máxima para a Equipa das Quinas, mas Francisco Neto e a defesa Sílvia Rebelo acreditam que a equipa terá uma boa prestação.

“O nível de dificuldade é máximo e vai manter-se. A nossa expectativa é não cometermos os erros do primeiro jogo e acreditamos que a nossa equipa cresceu. Esperamos dar uma resposta mais positiva”, afirmou o Selecionador Nacional, crente de que a formação lusa aprendeu com o desaire por 4-0 no primeiro embate com as bicampeãs mundiais.

“Não podíamos ter desafios mais exigentes. Servem para prepararmos toda a época desportiva e não só o próximo jogo oficial, que será frente à Albânia, no arranque da qualificação para o Europeu”, prosseguiu o treinador, lembrando que o Grupo E, em que Portugal está inserido, arrancou em agosto. “Somos a última seleção do grupo a entrar em ação”, disse o técnico, no final do treino de adaptação da Seleção Nacional ao palco do jogo, o Estádio Allianz.

Sílvia Rebelo, uma das mais jogadoras mais experientes da armada lusa, com 92 internacionalizações A, garante que o espírito do grupo comandado por Francisco Neto não podia ser melhor: “Estamos motivadas. Analisámos com muita atenção o primeiro jogo e já sabemos os aspetos a corrigir. Sabemos que vamos ter amanhã [esta terça-feira] outro jogo de grande exigência e estamos preparadas”.

A jogadora acredita que Portugal pode contrariar os EUA, apesar de nunca ter marcado um golo frente às norte-americanas e ter sofrido 38, em nove jogos disputados entre as duas equipas.

“Podemos contrariá-las com muita concentração, competência e rigor em todos os setores. Acima de tudo, vamos tentar defender melhor. O nosso primeiro objetivo é não sofrer golos”, frisou, para acrescentar que a equipa tentará finalizar assim que encontrar “um espacinho”. “Acredito que temos argumentos para apanhá-las desprevenidas”, defendeu.

A defesa referiu, ainda, que “a perfeição dos Estados Unidos, que tem poucos ou nenhuns pontos fracos” vai obrigar Portugal a “uma superação constante”. “Vamos certamente chegar à qualificação do Europeu mais soltas, fortes e confiantes”, avisou, regozijando-se pela oportunidade de jogar em estádios cheios. “Espero que um dia tenhamos estes ambientes em Portugal. O futebol feminino português merece”, sublinhou.

Apuramento a 4 de outubro

Os jogos frente aos Estados Unidos antecedem o primeiro jogo de qualificação de Portugal para o Europeu de 2021, frente à Albânia e agendado para 4 de outubro. A Seleção Nacional também enfrentará as seleções de Finlândia, Escócia e Chipre no apuramento para o próximo Campeonato da Europa.

Apuram-se para a fase final os vencedores de cada grupo de qualificação mais os três segundos classificados com melhores resultados face ao primeiro, terceiro, quarto e quinto no seu grupo.

Os restantes segundos classificados vão disputar um “play-off” em outubro de 2020, para assegurar as três vagas em aberto na fase final.

Programa da Equipa das Quinas**:

03.09.2019 | terça-feira
19h00 JOGO EUA X PORTUGAL – Allianz Field

04.09.2019 | quarta-feira
09h38 Voo B6 836 Minneapolis – Boston
13h24 Chegada a Boston Logan International Airport
18h20 Voos TP 218 Boston – Lisboa

05.09.2019 | quinta-feira
05h56 Chegada ao Aeroporto de Lisboa
Pequeno-almoço no Hotel Tryp Aeroporto

**As horas mencionadas são as locais. No estado do Minnesota são menos seis horas que em Portugal continental.

In www.fpf.pt

Sandra Costa

O futebol faz parte da minha vida. Desde cedo que jogo futebol e decidi criar o Portal Futebol Feminino em Portugal porque senti que ninguém conhecia, sabia ou falava de futebol feminino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *