“Futebol é a celebração de um golo,é a tristeza pela derrota,é a revolta, é tanta coisa…”, Jéssica Simão, Arsenal 72 DC

1) B.I. Futebolistico
Nome completo: Jéssica Filipa Baião Simão
Nome Futebolístico: Simão
Local e data de nascimento: Sintra, 8 de Agosto de 1994
Nacionalidade: Portuguesa
Profissão: Vendedora
Ano que iniciaste a prática futebol federado: 2010
Clubes que já representaste no futebol: Arsenal 72
Clube Actual: Arsenal 72
Posição especifica: Médio Centro ofensivo
Títulos Colectivos Conquistados : sem títulos
Títulos Individuais Conquistados : sem títulos
Número de internacionalizações: nenhuma
Clube Favorito: SlBenfica
Número Preferido: 10
Jogadora preferida: Edite Fernandes
Uma virtude: Empenhada
Um defeito : Exibicionista

2)Como é que começaste a praticar futebol?
Comecei a praticar futebol deste muito nova, tinha eu 6 anos quando já ia jogar futebol com os rapazes na rua. O futebol de rua fez-me evoluir bastante e foi nesta altura que nasceu este “bichinho”, a paixão pelo futebol. Os meus pais ainda hoje me dizem que andava sempre com uma bola atrás.

3)Tiveste o apoio da tua família?
As pessoas que estão mais próximas de mim, os meus pais, nem sempre me deram apoio no futebol. Para eles é um desperdício de tempo e não percebem a emoção de praticar este desporto. Mas não foi isso que me fez desistir, ainda hoje eles me dizem para deixar de jogar porque me posso aleijar a sério, mas a verdade é que penso que ainda posso ter muito a fazer neste mundo do futebol feminino. Não são eles que me vão conseguir parar!

4)O futebol foi sempre a única paixão , ou gostavas de fazer desporto em geral?
Tenho uma paixão por desporto em geral, mas aquele em que me foco no momento é mesmo o futebol.

5)Qual foi o melhor e o pior momento que viveste no futebol até hoje e porquê?
O pior momento que vivi foi quando tive uma entorse no pé direito, e tive de estar parada um mês e meio.
O melhor momento foi quando percebi que tinha muito apoio das pessoas, não só do público do meu clube, mas também já tive conhecimento que outras pessoas admiram a minha maneira de jogar.

6)Como te descreves como jogadora?
Tenho garra, dou tudo por tudo no campo até ao final do jogo, sou empenhada nos treinos, sou dedicada e sou bastante ambiciosa. É com ambição e muito empenho que tenho mais possibilidades para alcançar o meu sonho, conseguir ser chamada para a Selecção Nacional.

7)Tens alguma superstição ou ritual antes ou depois dos jogos?
Antes dos jogos apenas me tento concentrar, oiço música para relaxar e não ficar nervosa ou, simplesmente, fico a pensar em como podemos enfrentar a equipa com que vamos jogar. Dá-me mais confiança.

8)O que te motiva para continuares a jogar futebol?
O futebol em si e as emoções que surgem quando o pratico são de certa forma inexplicáveis e é, por isso, que algumas pessoas não compreendem porque sou tão fascinada por este desporto. A verdade é que eu também não lhes consigo explicar, mas só sei que quando estou a jogar tudo à minha volta desaparece, como se fosse outro mundo. Mas, tentando explicar, o futebol é um conjunto de emoções, é os nervos miudinhos que se sentem no inicio de cada jogo, é a vontade de jogar, é a união da equipa,é a partilha entre a equipa,é a confiança, até mesmo as desavenças,é a vontade de ganhar,é a celebração de um golo,é a tristeza pela derrota,é a revolta, é tanta coisa… é esta mixórdia de emoções e sentimentos que também acabam por me motivar para continuar a jogar

9)Alguma vez sentiste que o futebol te prejudicava nos estudos ou na tua vida profissional?
Não, acho que maioria das vezes consegui ver as minhas prioridades, sendo a vida profissional a primeira. Se o futebol feminino estivesse tão desenvolvido como o masculino talvez tivesse mais prioridade que a minha vida profissional, mas não posso contar com isso por agora.

10)A falta de condições e de reconhecimento do futebol feminino é só um problema de dinheiro?
A falta de dinheiro é um dos principais problemas que impedem a evolução das condições e de reconhecimento do futebol feminino, mas ainda há muita gente que despreza o facto de as raparigas quererem praticar um desporto “para homens” e acaba por haver menos interesse e menos pessoas a investir para que haja uma evolução maior.

11)Achas que o futebol feminino ainda está ligado a preconceitos?
Já houve mais preconceitos. Nestes últimos 2 anos o futebol feminino tem vindo a progredir e, assim, evoluindo também a mente das pessoas.
Mas sem dúvida que por aí ainda existem pessoas com muitos preconceitos em relação a este assunto.

12)Achas que num futuro próximo vamos ter uma liga profissional em Portugal?
Se a um futuro próximo se pode chamar uns 10 anos, sim acho que à medida que os anos passam tem havido uma progressão, mas ainda há muito trabalho a fazer para que isso aconteça.

13)Qual a liga estrangeira que mais te atrai?
A liga espanhola

14)Se te aparecesse uma oportunidade para ser profissional em Portugal ou no estrangeiro aceitavas?
Sem dúvida alguma

15)Até quando pensas jogar futebol?
Até que as minhas pernas aguentem

16)Como é vestir a camisola da selecção portuguesa?

Nunca a vesti, mas deve ser a melhor sensação do mundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *