Kleiton Lima assume comando de equipe feminina do Flamengo

O técnico Kleiton Lima acertou na noite de segunda-feira, sua transferência para o Flamengo para, não só comandar a equipe feminina, como também implantar um projeto para a modalidade olímpica no clube. O treinador, que também comanda a Seleção Brasileira, já havia se reunido com a presidente Patrícia Amorim em algumas oportunidades para tratar de detalhes do projeto. “Estou muito contente em poder trabalhar nesta equipe, que tem uma das maiores torcidas do futebol mundial, dando início à implantação do futebol feminino no Flamengo. A expectativa é trabalhar forte para transformar a equipe em referencia também nesta modalidade e, para isso, não faltará empenho e nem dedicação”, comenta Lima.
O técnico detém um currículo vencedor, com conquistas pelo Santos, sua equipe anterior, e na Seleção Brasileira. Com a equipe da Vila Belmiro, Kleiton Lima, entre outros títulos, conquistou o bicampeonato da Copa Libertadores, bicampeonato da Copa do Brasil e foi duas vezes campeão Paulista.
Já pela Seleção Brasileira, o treinador foi campeão Sul-Americano em 2010, no Equador, conquistando vaga na próxima edição da Copa do Mundo da Alemanha, que ocorre neste ano, e também dos Jogos Olímpicos de Londres 2012.
“A entrada de uma equipe do porte do Flamengo só vai engrandecer o futebol feminino brasileiro, trazendo inúmeros benefícios. Trata-se de uma equipe de tradição, com uma camisa muito forte, história riquíssima e uma torcida numerosa e participativa”, opina Kleiton.
O elenco do Flamengo, que será apresentado oficialmente na quinta-feira às 18h30 (de Brasília), noa Gávea, já está treinando sob a batuta de Kleiton Lima no Guarujá. A cidade do Litoral Paulista será uma das parceiras do projeto envolvendo Flamengo e treinador, pelos quais se esperam novos patrociandores e apoiadores da modalidade.

In http://esportes.terra.com.br

Sandra Costa

O futebol faz parte da minha vida. Desde cedo que jogo futebol e decidi criar o Portal Futebol Feminino em Portugal porque senti que ninguém conhecia, sabia ou falava de futebol feminino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *