Lei 16: Pontapé de baliza: Procedimento e infrações e sanções

No artigo desta semana vamos falar sobre o pontapé de baliza que pode ser batido, quer pelo guarda-redes, quer por qualquer outro jogador. No entanto, a maioria das vezes este é batido pelo guarda-redes.

Um pontapé de baliza é assinalado quando a bola ultrapassar completamente a linha de baliza, quer seja rente ao solo ou pelo ar, tocada em último lugar por um jogador da equipa atacante, sem que um golo tenha sido marcado. Um golo pode ser marcado diretamente de um pontapé de baliza, mas somente contra a equipa adversária; se bola tiver saído da área de penálti e entrar diretamente na baliza do executante, é concedido um pontapé de canto à equipa adversária.

No que respeita ao procedimento a bola deve estar imóvel e é pontapeada de um ponto qualquer da área de baliza por um jogador da equipa defensora; a bola está em jogo logo que saia da área de penálti; e os jogadores da equipa adversária devem encontrar-se fora da área de penálti até que a bola esteja em jogo.

Relativamente às infrações e sanções se a bola não sair da área de penálti ou se for tocada por um jogador antes de sair da área de penálti, o pontapé é repetido. Se, após a bola entrar em jogo, o executante lhe toca novamente antes que esta tenha sido tocada por outro jogador, é assinalado um pontapé-livre indireto; se o executante tocar deliberadamente a bola com as mãos: é assinalado um pontapé-livre direto e é assinalado um pontapé de penálti, se a infração ocorrer dentro da área de penálti do executante, a menos que o executante tenha sido o guarda-redes, sendo que nesse caso é assinalado um pontapé-livre indireto.

Se um adversário que se encontra dentro da área de penálti no momento em que o pontapé de baliza é executado, ou entrar na área de penálti antes de a bola estar em jogo, toca ou disputa a bola antes de esta ter tocado noutro jogador, o pontapé de baliza é repetido. Se um jogador entrar na área de penálti antes de a bola estar em jogo e cometer uma falta ou sofrer uma falta, o pontapé de baliza é repetido e o jogador infrator pode ser advertido ou expulso, dependendo da infração. Por qualquer outra infração a esta Lei, o pontapé de baliza é repetido.

 

2 Replies to “Lei 16: Pontapé de baliza: Procedimento e infrações e sanções

  1. Boa tarde, eu retirei essa informação da página da FPF, estive a verificar e não encontrei informação mais recente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *