Lei 2 – A Bola: caraterísticas e medidas, sua substituição e bolas suplementares

No artigo desta semana vamos falar sobre as caraterísticas e medidas das bolas nas várias competições.

No que respeita às suas caraterísticas e medidas esta tem de ser: esférica; feita de um material adequado; tem uma circunferência de 70 cm no máximo e de 68 cm no mínimo; pesa no máximo 450 g e no mínimo 410 g no começo do jogo e tem uma pressão equivalente a 0,6 e 1,1 atmosferas (600 – 1100 g/cm2) ao nível do mar.

Todas as bolas utilizadas em jogos disputados numa competição oficial organizada sob os auspícios da FIFA ou confederações devem conter um dos seguintes logótipos:

As bolas com os logótipos anteriores de “FIFA APPROVED”,”FIFA INSPECTED” e “INTERNATI0NAL MATCHBALL STANDARD”, podem utilizar-se nas competições mencionadas até 31 de Julho de 2017. Cada um destes logótipos ou referências indica que a bola foi testada oficialmente e que satisfaz as especificações técnicas definidas pela categoria a que respeitam, para além das especificações mínimas estipuladas na Lei 2, que devem ser aprovadas pelo IFAB. As instituições habilitadas a efetuar os testes em questão devem ser aprovadas pela FIFA.

Quando a tecnologia da linha de baliza (TLB) é utilizada, as bolas com tecnologia integrada devem possuir um dos logótipos acima referidos.

As federações nacionais de futebol podem exigir nas suas competições a utilização de bolas que possuam um destes três logótipos.

Nos jogos disputados no quadro das competições da FIFA, das confederações ou das federações nacionais de futebol, é proibida qualquer espécie de publicidade comercial na bola. Somente o logótipo da competição, o nome do organizador da competição e a marca do fabricante da bola podem nela figurar. O regulamento da competição pode impor restrições quanto ao tamanho e número destas menções.

Se a bola ficar defeituosa: o jogo é interrompido e recomeça com um lançamento de bola ao solo no local em que se encontrava a primeira bola no momento em que se deteriorou.

Se a bola se deforma durante a execução de um pontapé de saída, pontapé de baliza, pontapé de canto, pontapé-livre, penálti ou lançamento da linha lateral o jogo recomeça em conformidade. Se a bola se deforma durante a execução de um penálti, ou durante os pontapés da marca de penálti, quando é pontapeada para a frente e antes de tocar em qualquer jogador ou na barra ou postes da baliza, o penálti é repetido.

A bola não pode ser substituída durante o jogo sem a autorização do árbitro.

Podem ser colocadas bolas suplementares em redor do terreno de jogo para serem utilizadas no decorrer do jogo, desde que satisfaçam as exigências estipuladas na Lei 2 e que a sua utilização seja controlada pelo árbitro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *