Liga BPI: Susana Covas desvaloriza distâncias entre candidatas no futebol feminino

À entrada para a segunda volta, o Benfica lidera com 33 pontos em 11 jogos, seguido do Sporting, com 30.

As jogadoras do Sporting festejam o título de campeãs nacionais da Liga Feminina de Futebol após o jogo contra a equipa do Valadares, disputado no Estádio de Alvalade, em Lisboa, 6 de maio de 2018. ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA © 2018 LUSA – Agência de Notícias de Portugal, S.A.
A treinadora de futebol feminino do Sporting, Susana Cova, desvalorizou hoje as distâncias pontuais que o desafio no terreno do Sporting de Braga, no domingo, pode ‘cavar’ entre as principais candidatas ao título. (Corrige ao longo do texto nome da treionadora do Sporting, é susana Cova e não Covas).

Em declarações à imprensa na Academia Sporting, em Alcochete, na antevisão da partida frente às minhotas, da 12.ª jornada da I Liga de futebol feminino, a técnica lembrou que “todas as alturas são certas” para enfrentar adversários como as ‘arsenalistas’ e assegurou que a segunda volta da competição, que se inicia no fim de semana, vai ser “muito mais disputada”.

À entrada para a segunda volta da I Liga de futebol feminino, o Benfica lidera com 33 pontos em 11 jogos, seguido do Sporting, com 30, e do Sporting de Braga, com 25, cenário que, no entender da treinadora, pode alterar-se na segunda metade da competição. (Corrige pontos do Sportinde de Braga, são 25 e não 35).

“Com o crescimento de todas as equipas, acredito plenamente que [a segunda volta] vai ser bastante mais competitiva do que foi a primeira volta. Haverá mais disputa, o que poderá implicar a perda de pontos pelos candidatos”, sentenciou Susana Cova, ao recusar comentar a distância a que uma eventual vitória das ‘leoas’ deixará as minhotas na tabela.

A treinadora sublinhou, ainda, a importância do “processo de trabalho” da sua equipa e lembrou que será a soma da qualidade desse processo com o “foco” no jogo e nas “tarefas individuais” que vai ditar “um resultado mais ou menos positivo”, enquanto a jogadora Ana Borges recusou a ideia de um Sporting de Braga “mais frágil” nesta época.

“Não tiveram o início que desejavam, mas não nos podemos esquecer que são as atuais campeãs nacionais e que antes o Sporting também já esteve a cinco pontos e conseguiu ganhar o campeonato”, lembrou a internacional portuguesa.

Na mesma linha de raciocínio, a capitã ‘leonina’, Nevena Damjanovic, lembrou que “é muito cedo” para fazer as contas do título, mas assumiu que a sua equipa está “confiante” para enfrentar, neste momento, um “adversário muito bom”.

“É sempre difícil, mas agora estamos a jogar bem e mais confiantes porque temos seis meses muito bons para trás. Vamos chegar mais preparadas e espero que consigamos o que queremos, que são os três pontos”, finalizou a defesa central sérvia, autora do segundo golo no triunfo do Sporting (2-1) no encontro da 1.ª jornada.

In https://desporto.sapo.pt/

Sandra Costa

O futebol faz parte da minha vida. Desde cedo que jogo futebol e decidi criar o Portal Futebol Feminino em Portugal porque senti que ninguém conhecia, sabia ou falava de futebol feminino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: