O fim do preconceito no futebol feminino, por Catarina Mendes

 

Sendo um assunto muito pouco abordado, neste artigo vamos falar sobre o preconceito no futebol feminino.

Deste modo, podemos definir preconceito como um juízo pré-concebido que pode ser manifestada através de uma atitude discriminatória perante uma pessoa (neste caso concreto). É uma ideia formulada antecipadamente não tendo fundamento crítico ou lógica sendo o resultado da ignorância por parte das pessoas.

No que a esta matéria diz respeito, mesmo com os incentivos que a modalidade tem tido, o seu desenvolvimento ainda é rudimentar. A falta de formação e a pouca aposta por parte dos clubes é outro ponto importante, a falta de condições de treino e das instalações entre outras.

Sendo necessário uma maior aposta na qualidade das instalações desportivas no sentido de apoiar o futebol feminino, pois, terá de existir uma separação na partilha do balneário.

As diferença entre o futebol feminino e masculino são muitas nesta fase, nomeadamente no futebol de formação até ao futebol profissional.

Ainda existe quem diga que as mulheres não entendem nada de futebol, não conhecem as regras e a filosofia de jogo.

Hoje já existem equipas femininas nos vários escalões de formação, bem como campeonatos nacionais e distritais, europeus e mundiais. A posição da mulher no futebol veio para ficar estando em crescimento. É verdade que ainda falta um longo caminho para atingir a igualdade nesse sentido, no entanto estamos num bom caminho e essa luta está a ter resultados.

Deixa a tua opinião nos comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *