“O Jogo das Raparigas para nós é…” GD Mealhada

Era uma vez um grupo de ‘meninas’…
que durante alguns anos jogou no Sport Clube Carqueijo, até que o clube decide não dar continuidade ao futebol feminino, viram-se então obrigadas a procurar nova ‘casa’. E foi o clube vizinho, Grupo Desportivo da Mealhada, que rapidamente abriu a porta para receber o futebol feminino com excelentes condições. A equipa feminina do Grupo Desportivo da Mealhada iniciou na época 2007/2008 no Campeonato Distrital de Futebol 11 da AF Aveiro, aos comandos de Idálio Duarte, onde teve uma das suas melhores prestações terminando no 3º lugar e garantido a subida à 2ª Nacional.

A segunda época da jovem equipa foi, desde cedo atribulada, com a mudança de direcção no clube, houve também mudança de treinador, assumia agora os comandos Luis Tovim. Por falta de verbas e indisponibilidade de algumas jogadoras a equipa permaneceu no Campeonato Distrital. Apesar das grandes esperanças na equipa feminina pela sua prestação anterior, a época 2008/2009 no Campeonato Distrital de Futebol 11 da AFA foi, provavelmente, a pior prestação da equipa até à data. A mudança de métodos de trabalho e a forma como Tovim trabalhava com a equipa deixou o balneário completamente desorganizado, viveram-se momentos de grande desunião, e resultados muito aquém do esperado. Devido ao estado em que a equipa feminina se encontrava Tovim decide abandonar, e vem para ser lugar Ricardo Arsénio, também conhecido por ‘Curica’, que apostou sobretudo em unir a equipa até ao fim da época. A equipa viu ainda a capitã Marisa Duarte a afastar-se definitivamente dos relvados por motivos de saúde a meio da época. Esta época foi marcada, não só pelas várias saídas de atletas por motivos profissionais e outros, mas também, pelas lesões contínuas. A equipa terminou em 7º lugar.

Na época 2009/2010, aos comandos de ‘Curica’, a equipa participa na Série D do reformulado Campeonato de Promoção de Futebol Feminino, uma vez que o Campeonato Distrital fora extinto. O Objectivo era voltar aos bons resultados, e foi o que aconteceu no início da época, mas o azar parecia não ir embora, e a equipa ficava limitada a cada jogo, devido a lesões. De salientar, a lesão grave de Paula Gonçalves, num joelho, jogadora que ainda se encontra em recuperação. Ao longo da época os resultados foram baixando, criou-se alguma tensão no balneário, e mais uma vez a equipa assiste a uma mudança de treinador, sai ‘Curica’, e entra de novo Idálio Duarte. A equipa termina em terceiro lugar, a 1ª fase do Campeonato de Promoção de Futebol Feminino. Idálio comanda a equipa na Taça de Promoção, mas a equipa não foi além da fase de grupos, e abandona o cargo de treinador, devido à acumulação do cargo com o de Presidente do GD Mealhada.

Na presente época, 2010/2011, a equipa disputou a Série C do Campeonato de Promoção de Futebol Feminino. A equipa volta a ter um início de época agitado, uma vez que não foi encontrado um treinador ao alcance do clube para dirigir a equipa feminina, assumindo Bartolomeu Silva provisoriamente o controlo. A equipa viu-se algumas vezes a tomar conta de si própria, uma vez que Bartolomeu também é jogador dos seniores masculinos, e não tem disponibilidade para acompanhar sempre a equipa. Assistiu-se de novo a saídas por motivos de saúde, profissionais e académicos, deixando um pouco desfalcado o plantel, que algumas vezes entrou em campo com apenas 11 jogadoras, sendo 2 delas guarda-redes. A equipa terminou em 4º lugar a 1ª fase do Campeonato e encontra-se actualmente inscrita na Taça de Promoção e Taça de Aveiro.

O PROJECTO “O JOGO DAS RAPARIGAS” É: ESPERANÇA

In http://www.mulheresdesporto.org.pt

Sandra Costa

O futebol faz parte da minha vida. Desde cedo que jogo futebol e decidi criar o Portal Futebol Feminino em Portugal porque senti que ninguém conhecia, sabia ou falava de futebol feminino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *