“O meu primeiro golo, foi no meu primeiro jogo, lembro-me que estava muito nervosa , mas passou ao ouvir o apito inicial”, Jéssica Neves, CAC Pontinha


1) B.I. Futebolistico

Nome completo: Jéssica Daniela Alves da Silva Neves
Nome Futebolístico: Jéssica Neves
Local e data de nascimento: 16-10-1996 (maternidade Alfredo da costa)
Nacionalidade: Portuguesa
Profissão: Estudante
Ano que iniciaste a prática futebol federado: 2011
Clubes que já representaste no futebol: Ponte frielas e CAC pontinha
Clube Actual: CAC Pontinha
Posição especifica: Lateral Direito
Títulos Colectivos Conquistados : Até agora nenhum
Títulos Individuais Conquistados : Nenhum
Número de internacionalizações: 0
Clube Favorito: Benfica
Número Preferido: 16
Jogador preferido: David Luiz
Jogadora preferida: Marta
Uma virtude: Simpatica
Um defeito : Orgulhosa

2)Como é que começaste a praticar futebol?

Desde pequena que sempre andei no mundo do futebol, comecei logo a andar atrás dos meus irmãos, e andava sempre a jogar na rua com os rapazes, a minha mãe dizia sempre que não havia para a minha idade e não achava muita graça ir para uma equipa de rapazes, então fui para a natação e logo de seguida para o atletismo, mas o que eu realmente queria era jogar futebol, então com os meus 14 anos já a fazer os 15 tanto insisti , que a minha mãe cedeu e lá me deixou jogar, começamos logo a procura de clube.

3)Tiveste o apoio da tua família?

Sim tive logo o apoio de toda a família, pois sabiam que era isso mesmo que eu queria.

4)O futebol foi sempre a única paixão , ou gostavas de fazer desporto em geral?

Sempre adorei o futebol, aliás adoro fazer desporto, mas tenho aquele bichinho especial pelo futebol, sempre foi o desporto que mais gostei, e que elegi como sendo o que queria praticar.

5)Qual foi o melhor e o pior momento que viveste no futebol até hoje e porquê?

O melhor momento no futebol até hoje, foi o meu primeiro golo, no meu primeiro jogo, lembro-me que estava muito nervosa antes de entrar em campo, mas passou ao ouvir o apito inicial, e assim num lance que nunca vou esquecer entre mim e uma colega de equipa, desmarquei-me ela passou-me a bola  rematei, e foi golo. Foi uma alegria indescrítivel. Mau momento até agora ainda não tive nenhum.

6)Como te descreves como jogadora?

Como jogadora sei que ainda tenho que aprender muito, mas há uma coisa em mim que gosto é que não desisto, vou sempre a luta para conseguir melhor, para aprender até conseguir.

7)Tens alguma superstição ou ritual antes ou depois dos jogos?

Ao entrar em campo, entro com o pé direito e com os dois braços no ar a apontar para o céu e digo avó estás comigo.

8)O que te motiva para continuares a jogar futebol?

A minha mãe e o meu irmão, dão-me um incentivo muito grande e tenho uma motivaçao de evoluir no futebol.

9)Alguma vez sentiste que o futebol te prejudicava nos estudos ou na tua vida profissional?

Não, há tempo para tudo, são compromissos diferentes que assumimos, muitas vezes é difícil de os conciliar mas temos de saber cumprir cada um

10)A falta de condições e de reconhecimento do futebol feminino é só um problema de dinheiro?

Não, nao só, tem a ver também que as pessoas nao se interessam muito, devem pensar que é uma perda de tempo

11)Achas que o futebol feminino ainda está ligado a preconceitos?

Sim, cada vez menos, mas sim ainda está ligado a preconceitos.

12)Achas que num futuro próximo vamos ter uma liga profissional em Portugal?

Sim, acredito que sim, não digo para já, nem para os anos mais próximos, mas estamos a evoluir, lentamente mas a evoluir.

13)Qual a liga estrangeira que mais te atrai?

Americana e Alemã

14)Se te aparecesse uma oportunidade para ser profissional em Portugal ou no estrangeiro aceitavas?

São oportunidades que na altura não podemos recusar, mas teria de pensar bem com a familia e ver o que era melhor para mim.

15)Até quando pensas jogar futebol?

Até aguentar, o futebol é o que eu mais quero fazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *