“Os grandes clubes já olham para a jogadora portuguesa com outros olhos”, Jéssica Silva

Jéssica Silva chega ao Lyon e diz ter assinado pela melhor equipa do mundo. Em entrevista ao Desporto ao Minuto, a internacional portuguesa revela-se ansiosa por começar os trabalhos de pré-época na equipa francesa e aponta baterias para o Euro’2021.

"Os grandes clubes já olham para a jogadora portuguesa com outros olhos"

Jéssica Silva diz estar a viver um sonho. A internacional portuguesa foi apresentada como reforço do Lyon, equipa feminina que venceu a Liga dos Campeões na época que agora findou, e não esconde a felicidade por ter dado mais um passo em frente numa carreira na qual garante ter também alguns tropeços.

Em entrevista ao Desporto ao Minuto, Jéssica Silva afirma ter assinado pela “melhor equipa do mundo” e revela-se ansiosa por começar a treinar com “as melhores jogadoras do mundo”.

A atacante de 24 anos, conhecida por ter um leque vastíssimo de fintas impressionantes, acredita que a chegada ao Lyon também é um sinal claro que os clubes estrangeiros começam a dar valor às jogadoras portuguesas, sublinhando também a aposta dos clubes e da Federação Portuguesa de Futebol nesta modalidade.

É uma recompensa não só para mim, mas para o futebol feminino em Portugal

Como está a viver esta chegada ao Lyon?

Sinto-me muito feliz. Sinto-me bastante orgulhosa por estar a dar este passo. É um passo gigante porque, no fundo, vou jogar na melhor equipa do mundo. Mais do que isto só vejo ganhar títulos europeus e ganhar algo com a minha seleção. Claro que o meu objetivo não era só chegar aqui [ao Lyon], sei que tenho de continuar a trabalhar e a lutar pelos meus objetivos. Vou jogar na melhor equipa do mundo com as melhores jogadoras do mundo. Tenho de trabalhar e dedicar-me para conseguir ter uma oportunidade para poder mostrar aquilo que posso fazer. Mas, claro, ser a primeira jogadora portuguesa a representar o Lyon, que é um clube com tanta história, é realmente especial. É uma recompensa não só para mim, mas para o futebol feminino em Portugal. Os grandes clubes já olham para a jogadora portuguesa com outros olhos porque percebem que está a acontecer um desenvolvimento muito grande da modalidade em Portugal. Há seriedade e muito trabalho por parte das jogadoras portuguesas. Costumo dizer que tive alguns tropeços na minha carreira…

Em 2017 aconteceu aquela lesão que a tirou do Europeu.

Sim, exatamente. Foram duas lesões que atrasaram aquilo que, por exemplo, está a acontecer agora. Tive que dar uns passos atrás, passo atrás não, porque as recuperações dessas lesões fizeram-me compreender melhor o meu corpo e a dar valor a outras coisas.

Vídeo incorporado

Como surgiu este convite? Pelo que sei, este ‘namoro’ do Lyon já era antigo…

Sim, desde setembro. Acabei por não ir naquela altura. Era setembro e tinha acabado de fazer a pré-época. Acho que faltavam duas semanas para o início da temporada em Espanha. Fiquei super surpreendida, mas achei que era importante ficar no Levante mais uma época e assimilar uma série de coisas. Sabia que tinha a confiança do treinador e que iria ter muitos minutos. Não mostrei aquela vontade intensa em deixar o clube por isso mesmo, mas fiquei muito surpreendida. Depois, voltar a receber uma nova proposta… Claro que me faz sentir especial porque no fundo eles voltaram, observaram-me e foi bom para mim. Não é uma coisa do momento, de agora, o que me deixa ainda mais contente. Quando vi os emails do meu empresário e alguma troca de emails com a direção do clube, fiquei muito contente. Antes de fazer os exames médicos no Lyon, eu tirei print a esses emails e disse ao meu empresário: ‘Estou a ler isto e nem acredito que isto está a acontecer’. Estou a viver um sonho. É um sonho pelo qual eu lutei e estou muito feliz.

Presumo que já esteja ansiosa para começar a trabalhar no Lyon.

Sim, exatamente! (risos) Agora estou a aproveitar as férias, porque durante um ano privo-me de muita coisa e é bom tomar outras atenções neste período de pausa. Porém, já estou muito ansiosa para começar a treinar com as minhas novas companheiras de equipa e de interagir com elas. Quero começar da melhor maneira possível. Vou começar a treinar hoje para chegar lá na melhor forma possível.

Leia a entrevista completa aqui

In www.noticiasaominuto.com

AnaSilva

Adepta do desporto em geral, mas apaixonada pela modalidade REI (Futebol). Passei a fazer parte deste projecto Portal Futebol Feminino em Portugal com a intenção de poder ajudar na divulgação e promoção do Futebol Feminino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *