“Para se jogar bem tem que se treinar bem”, Malagueta, Vilaverdense FC

1) B.I. Futebolistico
Nome completo: Ana Filipa Araújo Morais
Nome Futebolístico: Malagueta
Local e data de nascimento: 17-8-1994, Braga
Nacionalidade: Portuguesa
Profissão:  Estudante
Ano que iniciaste a prática futebol federado: 14 anos
Clubes que já representaste no futebol: VilaVerdense
Clube Actual: VilaVerdense
Posição especifica: Ponta-de-Lança
Títulos Colectivos Conquistados : Subida à 1ªDivisão
Títulos Individuais Conquistados :  0  
Número de internacionalizações: 2
Clube Favorito: Futebol Clube do Porto
Número Preferido: 18
Jogador preferido: João Moutinho e Cristiano Ronaldo
Jogadora preferida: Alex Morgan
Uma virtude: Simplicidade
Um defeito : Teimosia



2)Como é que começaste a praticar futebol? 

Comecei a jogar por influência de uma amiga que me pediu para fazer uns treinos e desde então tenho continuado. E depois fui percebendo que era mesmo o que queria e então tenho lutado por tal.


3)Tiveste o apoio da tua família?

Sim sempre apoiaram apesar de em certas alturas pensarem duas vezes, mas sem o apoio deles não seria possível continuar. 


4)O futebol foi sempre a única paixão , ou gostavas de fazer desporto em geral?

Sim o futebol sempre me despertou interesse e não me via a fazer outro desporto. Já nasce connosco. 



5)Qual foi o melhor e o pior momento que viveste no futebol até hoje e porquê?

O melhor foi a subida à 1ª divisão nacional porque foi uma recompensa do muito trabalho, que a equipa realizou e sentir o sabor da vitória no final é reconfortante. O pior para mim é todos os erros, é chegar ao fim de jogo e saber que poderia ter dado mais, por isso disputo sempre todos como se fosse o ultimo.  


6)Como te descreves como jogadora?

Sou uma jogadora com espírito de sacrifício, tenho raça e disputo todas as bolas para ganhar. Tento sempre fazer o melhor para a equipa e quando não consigo e vejo que me esta a correr mal desanimo, mas rápido me levanto e tento superar-me a mim mesma com a ajuda da equipa.


7)Tens alguma superstição ou ritual antes ou depois dos jogos?

Nenhuma nem antes nem depois. Para se jogar bem tem que se treinar bem, tem que haver concentração e deixar os problemas de lado, e pensar os 90 minutos só no que se está a fazer. E como diz o meu mister, pensar todos os dias nem que seja 1 minuto na equipa e o que se pode fazer. 


8)O que te motiva para continuares a jogar futebol?

Bem, a motivação é algo que se conquista, porque basicamente vivemos das vitórias e essas são a motivação que precisamos para sempre darmos mais e mais. Mas também a família é um pilar muito importante. 


9)Alguma vez sentiste que o futebol te prejudicava nos estudos ou na tua vida profissional?

Sim prejudicou um bocado, porque era nova e só queria jogar e treinar e não ligava muito à escola, agora já evolui e tento manter os estudos e o futebol no mesmo patamar.


10)A falta de condições e de reconhecimento do futebol feminino é só um problema de dinheiro?

Sim também a falta de dinheiro mas na minha opinião acho que basta querer, não somos nós (as jogadoras) que o podem fazer, já o fazemos a jogar e a tentar provar que devia haver mais reconhecimento, mas não nos cabe só a nós resolver o problema. 



11)Achas que o futebol feminino ainda está ligado a preconceitos?

Sim claro que está basta olhar em volta e ouvir certos comentários.


12)Achas que num futuro próximo vamos ter uma liga profissional em Portugal?

Portugal já evoluiu um bocado, mas ainda tem um longo caminho a percorrer, é preciso mais atenção.


13)Qual a liga estrangeira que mais te atrai?

Alemã. 


14)Se te aparecesse uma oportunidade para ser profissional em Portugal ou no estrangeiro aceitavas?

Em Portugal sim aceitava, fora é complicado tem que se analisar. 


15)Até quando pensas jogar futebol?

Só deixo de jogar quando o meu coração parar de bater. 


16)Como é vestir a camisola da selecção portuguesa?

É uma sensação incrivel, é uma mistura de sentimentos, e reconhecimento, não existe explicação. 


Qual a sensação antes de entrar em campo na 1ª internacionalização ? As pernas tremem muito ?

 Não consigo explicar a sensação é algo de extraordinário, é um conjunto de sentimentos que por muito que queiramos não existem palavras, é um nervosismo imenso com medo de falhar, e o primeiro toque é o mais fundamental. Costumo dizer que a selecção são as melhores logo és obrigada a dar o melhor de ti, e quando sentes que conseguiste, das o grito de vitória e principalmente agradeces a todas as tuas colegas de equipa e treinadores que nunca desistiram de ti e fizeram-te acreditar no sonho. 


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *