“Passar jogos pela televisão poderia ajudar muito”, Cátia Baptista, FC Cesarense

1) B.I. Futebolistico
Nome completo: Cátia Andreia Moreira Baptista
Nome Futebolístico: Cátia Baptista
Local e data de nascimento: Ovar . 10/06/1994
Nacionalidade: Portuguesa
Profissão: Estudante
Ano que iniciaste a prática futebol federado: 2006
Clubes que já representaste no futebol: Clube de Albergaria, Futebol Clube Cesarense.
Clube Actual: Futebol Clube Cesarense.
Posição especifica: Avançada.
Títulos Colectivos Conquistados : Clube de albergaria : 3 taças de Aveiro. Cesarense : 1 taça de aveiro e 1 taça de campeonato de promoção.
Títulos Individuais Conquistados : Nenhum.
Número de internacionalizações: 0.
Clube Favorito: SLB
Número Preferido: 6
Jogador preferido: Andrés Iniesta
Jogadora preferida: Alex Morgan e admiro todas colegas da minha equipa.
Uma virtude: Nunca desistir.
Um defeito : Teimosa.

2)Como é que começaste a praticar futebol?

Através do meu avô que é treinador de futsal e que um dia chegou ao pé de mim e me perguntou se queria jogar na equipa dele, e na altura como amava jogar disse logo sim, e começou a partir desse dia.

3)Tiveste o apoio da tua família?

De algumas pessoas da família não.

4)O futebol foi sempre a única paixão , ou gostavas de fazer desporto em geral?

Muito sinceramente não me vejo a praticar outro qualquer tipo de desporto. Desde sempre o futebol foi e é a minha grande paixão.

5)Qual foi o melhor e o pior momento que viveste no futebol até hoje e porquê?

Melhor momento penso que foi num jogo que marquei o golo decisivo na meia final da Taça de Portugal que nos levou até à final.
Pior momento é de facto o momento que estou a passar, esta lesão que me vai levar à sala de operações.

6)Como te descreves como jogadora?

Como jogadora posso dizer que sou humilde,quero sempre fazer o meu melhor em prol da equipa, dou tudo em campo, luto, tenho bastante garra, sou pacifica pois podem estar prestes a baterem-me que para mim tanto faz, nem altera a minha forma de encarar o jogo . Não sou uma jogadora com aquela técnica apurada, sou uma jogadora simples.

7)Tens alguma superstição ou ritual antes ou depois dos jogos?

Tomar um bom banho antes de ir para o jogo, sinto-me mais leve e solta.

8)O que te motiva para continuares a jogar futebol?

É a minha grande paixão, é a envolvência que o futebol me trás, tudo o que me faz sentir, é ter a minha equipa, que são como uma família.

9)Alguma vez sentiste que o futebol te prejudicava nos estudos ou na tua vida profissional?

Nunca. Temos tempo para tudo, basta saber como nos organizarmos.

10)A falta de condições e de reconhecimento do futebol feminino é só um problema de dinheiro?

O dinheiro hoje em dia é o mais importante mas acho que um bocadinho mais de divulgação a nível de jornais ou passar jogos pela televisão poderia ajudar muito.
Acho que a nível da divulgação peca imenso.

11)Achas que o futebol feminino ainda está ligado a preconceitos?

Infelizmente sim acho, mas nos dias de hoje penso que já não há tanto aquele preconceito e aquela coisa que o futebol é só para rapazes e já olham o futebol feminino como sendo uma coisa natural.

12)Achas que num futuro próximo vamos ter uma liga profissional em Portugal?

Espero que sim.

13)Qual a liga estrangeira que mais te atrai?

Espanhola, EEUU e a alemã

14)Se te aparecesse uma oportunidade para ser profissional em Portugal ou no estrangeiro aceitavas?

Sim claro, acho que é um dos objectivos que qualquer uma de nós persegue para ser alguém no mundo futebolístico, acho que aceitaria.

15)Até quando pensas jogar futebol?

Até algo me proíba de o fazer.

16)Como é vestir a camisola da selecção portuguesa?

Apesar de nunca a ter vestido , deve ser uma sensação de grande orgulho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *