Taça de Portugal: ‘meias’ no feminino

Paula Pinho é um nome que dispensa apresentações, no futebol feminino. Treinadora do Clube de Albergaria/Durit há dezena e meia de anos e principal mentora do seu projeto de formação, depois de alguns anos como jogadora.

Mara Vieira, treinadora recém-regressada ao Valadares Gaia, tem um currículo bastante exaustivo na sua ligação ao futebol, mas poucos anos no feminino, embora com a particularidade de ter elaborado o projeto de formação no Valadares.

O que têm em comum Paula Pinho e Mara Vieira, para além da evidente paixão pelo futebol?

Ambas irão defrontar-se nas meias-finais da Taça de Portugal, cuja primeira mão terá lugar já este sábado pelas 15 horas. E, consequentemente, uma delas estará na final no Jamor. Havendo tão poucas treinadoras, é uma coincidência feliz que duas atinjam o patamar tão tardio das eliminatórias da Taça.

Talvez não seja coincidência, mas sim fruto do trabalho, da dedicação, da competência e, sobretudo, do conhecimento vasto que têm da modalidade.

A mim, como ex-jogadora, dá-me uma grande alegria que haja mulheres envolvidas com o futebol feminino – treinadoras, dirigentes, fisioterapeutas, árbitras. Há todo um legado que precisa de ser distribuído e partilhado, que incentive outras mulheres a se envolverem com a modalidade.

Nestes dois jogos que irão opor Clube de Albergaria/Durit e Valadares Gaia, Paula Pinho e Mara Vieira serão um belo exemplo de promoção da mulher no desporto. Dois momentos que infelizmente ainda rareiam e que, portanto, deverão ser bem publicitados.

As mulheres, e nomeadamente as ex-jogadoras, têm de sair do conforto da sua condição de observadoras externas e assumirem um papel mais ativo no futebol feminino. Há muito para fazer e todos os pequenos contributos serão importantes para crescermos em quantidade e qualidade.

Um desafio que fica no ar: procurem uma equipa perto de casa e vejam de que forma poderão ajudar. Ir somente ver os jogos ao fim-de-semana pode muito bem ser um bom começo.

In http://apja.pt

AnaSilva

Adepta do desporto em geral, mas apaixonada pela modalidade REI (Futebol). Passei a fazer parte deste projecto Portal Futebol Feminino em Portugal com a intenção de poder ajudar na divulgação e promoção do Futebol Feminino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *