“Também cometo erros, mas procuro-os corrigir.”, Ana Bernardes, SU 1º Dezembro

1) B.I. Futebolístico
Nome completo: Ana Catariana Cabaço Bernardes
Nome Futebolístico: Ana
Local e data de nascimento: Cascais – 20/12/1994
Nacionalidade: Portuguesa
Profissão: Estudante
Ano que iniciaste a prática futebol federado: 2005 ou 2006
Clubes que já representaste no futebol: 1º de Dezembro
Clube Actual: 1º de Dezembro
Posição especifica: Defesa Direito
Títulos Colectivos Conquistados :
Títulos Individuais Conquistados :
Número de internacionalizações:
Clube Favorito: 1º de Dezembro
Número Preferido: 12
Jogador preferido: Cristiano Ronaldo
Jogadora preferida: Dolores Silva
Uma virtude: Humilde
Um defeito: Teimosa

2)Como é que começaste a praticar futebol?

Iniciei futsal na escola e jogava com os rapazes da minha turma. Posteriormente comecei a interessar-me por futebol e inscrevi-me.

 

3)Tiveste o apoio da tua família?

Sim, sempre.

 

4)O futebol foi sempre a única paixão, ou gostavas de fazer desporto em geral?

Para além do futebol tenho outras paixões, mas no geral gosto de praticar desporto.

 

5)Qual foi o melhor e o pior momento que viveste no futebol até hoje e porquê?

O melhor momento, não é um momento mas sim vários,que são quando a equipa está realmente unida e a jogar em equipa. O pior momento é quando me sinto culpada por a equipa sofrer um golo e saber que quem teve essa culpa fui eu.

 

6)Como te descreves como jogadora?

Como jogadora penso que tenho uma boa visão de jogo e garra, não desisto e procuro sempre a melhor jogada. Contudo, sei que também cometo erros, mas procuro-os corrigir.

 

7)Tens alguma superstição ou ritual antes ou depois dos jogos?

Foco-me apenas no principal e concentro-me antes do jogo.

 

8)O que te motiva para continuares a jogar futebol?

O meu bem-estar físico e psicológico com que fico após cada treino ou jogo.

 

9)Alguma vez sentiste que o futebol te prejudicava nos estudos ou na tua vida profissional?

Em certos momentos sim, pois sempre fui aos treinos e deixava um pouco o estudo de lado. Contudo aprendi a gerir o tempo e agora o futebol não prejudica, pelo o contrário, agora o futebol ajuda-me a organizar.

 

10)A falta de condições e de reconhecimento do futebol feminino é só um problema de dinheiro?

A falta de condições e de reconhecimento do futebol feminino também é um problema de dinheiro, se Portugal apostasse mais no futebol feminino em vez de criticar, o problema era de uma certa parte resolvido e existia muito mais reconhecimento e isso podia gerar melhores condições.

 

11)Achas que o futebol feminino ainda está ligado a preconceitos?

Sim, sem dúvida que o futebol feminino ainda está ligado a preconceitos, muita gente ainda diz que o futebol é só para os homens, mas quando se vai a ver quem joga, muitas raparigas dão um “baile” aos rapazes.

 

12)Achas que num futuro próximo vamos ter uma liga profissional em Portugal?

Sim, eu quero acreditar que sim, mas ainda estamos longe de atingir esse objetivo.

 

13)Qual a liga estrangeira que mais te atrai?

Espanhola.

 

14)Se te aparecesse uma oportunidade para ser profissional em Portugal ou no estrangeiro aceitavas?

Em Portugal sim, neste momento não tenciono sair do país.

 

15)Até quando pensas jogar futebol?

Penso jogar futebol até as pernas não me deixarem correr mais.

 

16)Como é vestir a camisola da selecção portuguesa?

Não sei como é vestir a camisola, mas um dia gostava muito de a vestir e representar Portugal.

 

17)Qual a sensação antes de entrar em campo na 1ª internacionalização? As pernas tremem muito?

Não sei, nunca fiz nenhuma internacionalização, mas as pernas devem tremer muito assim como o coração deve de acelerar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *